“O gato comeu…”

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O governador Agnelo conta com uma base que, mesmo com problemas, tratora a oposição. O grupo apelidado de Superpoderosas (Eliana Pedrosa, Celina Leão e Liliane Roriz) até ensaia um desgaste ao Executivo, mas sem muito sucesso. Novatas na vida pública, Liliane e Celina não encontram em Eliana a disposição para o desgaste necessário que elas pretendiam para o governo – oposição tem que bater forte. Forte e fazer eco…
Ressoar como fizeram os próprios petistas na última legislatura, quando, muitas vezes batiam, mas votavam favorável ao governo. O voto nem era percebido, tão forte era o “som” da “porrada”. Embora enforcada pela base, a oposição teve papel de destaque tanto para o sucesso do governo Arruda quanto para o fim dele, com a Caixa de Pandora.
Ou sem o eco necessário, mas com discurso coerente como fez o distrital Reguffe, que ficou conhecido como o “deputado do contra”. E se o medo desta oposição for o estigma de ser apontada como “zangada”, fica o resultado das últimas eleições, que renderam a Reguffe mandato de federal e título de “deputado da ética”. 

Por Lívio di Araújo

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: