O “JOGUINHO” DE ELIANA PEDROSA

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
A voracidade da deputada Eliana Pedrosa (foto) em presidir a Comissão e indicar o deputado Aylton Gomes para a relatoria não está relacionada com o fato de querer investigar os podres do programa, mas usar o expediente para atacar o novo governo, do qual faz oposição. A sua volúpia é endurecer o jogo no início e se projetar como a verdadeira líder oposicionista ou, quem sabe, barganhar contratos entre o GDF e suas empresas.

Eliana se fez deputada por estar sempre ao lado dos governos de Roriz e de Arruda. Aumentou os rendimentos de suas empresas firmando contratos milionários com o GDF, nas áreas de limpeza, conservação e segurança. Faturou também a concessão dos cemitérios de Brasília. A negociação macabra e suspeita gerou a inclusão de seu nome no rol dos investigados pela CPI dos Cemitérios, só escapando de ser indiciada após a “operação abafa” promovida pelo governador Arruda, de quem era a sua secretária de Desenvolvimento Social.
Portanto, é importante manter prudência com a pretensa combatividade da deputada à frente da Comissão. Ela não levantará nada que esteja em baixo dos tapetes de Roriz e de Arruda. Tentará, sim, tumultuar o debate para ser a estrela dos holofortes e com isso ganhar a simpatia dos eleitores frente ao fracasso do governo petista.

Os problemas do programa Pró-DF são antigos e em momento algum a deputada, enquanto parlamentar da base de apoio aos governos que tanto defendeu, teve interesse em investigá-los. Proteger quem se beneficiou, também esteja entre os seus objetivos, focando as investigaçõs nos seis meses do governo Agnelo Queiroz.
 
fonte: http://brasiliaemoff.blogspot.com/ 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: