ONS E OFFS, por Lívio di Araújo.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A saga Benício

A novela que mostra a saga do deputado distrital Benício Tavares (PMDB) parece ter chegado ao fim. Contudo, em se tratando do deputado Mun-Ha, o de vida eterna, tudo é possível. Mas parece que o TSE conseguiu ontem colocar fim no imbróglio e disse seu “não” definitivo a Benício que deve deixar mesmo a Câmara Legislativa para o suplente Robério Negreiros Filho. O Tribunal negou ontem o pedido de Benício para tentar se segurar na Casa. Segundo fonte, Robério, que ainda não tomou posse, espera que o distrital, colega de legenda, perca todas as esperanças para que aí ele possa ser empossado no cargo. Tudo para evitar picuinhas no partido do vice-governador Tadeu Filippelli.

Notas

Xerife

O delegado Mauro Cézar dará hoje o pontapé inicial para por fim à criminalidade no DF. Está prevista uma grande operação do Departamento de Polícia Especializada (DPE) para hoje. Logo de cara, ação contra a pedofilia. E, segundo fonte da polícia, mais operações estão por vir. Maurinho, como é conhecido na PCDF, assumiu a DPE após a troca de comando da Polícia Civil, no ano passado e teria, ainda segundo fonte, deixado claro ao governador Agnelo Queiroz que não iria poupar ninguém. “Os bandidos que não quiserem deixar de ser bandidos que saiam de Brasília”, teria dito o delegado. A conferir.

Um nó

Conforme noticiado pela coluna, nada de secretário para a Secretaria de Condomínios do DF. Aliás, sequer a nova pasta tem sede. O nome de quem comandará a regularização dos 513 condomínios do DF só deverá ser conhecido quando o governador Agnelo Queiroz anunciar a reforma de secretariado que pretende fazer, na segunda quinzena de janeiro.

Sabe-se, porém, que os deputados Agaciel Maia (PTC) e Rôney Nemer (PMDB) lutam para ter suas indicações aceitas. Vários nomes já foram cogitados, mas parece que nenhum deles apeteceu o governador até agora.

Enquanto procuram nomes adequados ao gosto do líder do Executivo local, ambos os distritais (Agaciel e Rôney) acabam tendo que prorrogar, mais um pouco, negociações sobre o que realmente querem: a presidência da Câmara Legislativa do DF e a vaga de conselheiro no tribunal de Contas do DF, respectivamente.

Lívio di Araújo

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: