ONS E OFFS, por Lívio di Araújo.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Eterna disputa

Não tem agradado nada, nada o governador Agnelo Queiroz a disputa interna entre os líderes na Câmara Legislativa Chico Vigilante (Líder do partido) e Wasny (Líder do governo). Segundo fonte governista, os deputados trabalham de formas e focos diferentes e isso tem prejudicado o andamento dos interesses do Executivo na Casa. Vigilante é feroz ao defender o governador, o que seria papel de Wasny. Este, por sua vez, está mais preocupado com a vaga no tribunal de Contas que com qualquer liderança que tenha em mãos. A Câmara, já prejudicada com a saída de Wilmar Lacerda da articulação – ainda segundo a fonte, o nome de José Willeman já teria causado arrependimento a governistas nos dois poderes –, tem deixado alguns projetos importantes para o governo de fora de votações e mostrado fragilidade no quesito “sustentação” ao líder do Executivo local.

Notas


Embolou

Ninguém entendeu o deputado distrital Professor Israel (PDT) ontem, no plenário, ao falar sobre a Frente Parlamentar do Rock. Ao tentar deixar impecável o inglês, Israel soltou um “rock-and-roll” tão enrolado que ficou mais goiano que inglês. Podia ter dito só rock, bebê!

Descaso

Bombada a audiência pública de ontem em Arniqueiras. Proposta pelos deputados distritais Chico Leite (PT) e Olair Francisco (PTdoB), o evento contou com uma semana de divulgação, panfletos, convocação com carro de som. Só não contou, lamentavelmente, com a presença dos autores da proposta. Nem Chico nem Olair deram o ar da graça ontem.

A anfitriã

Segundo os presentes, nem fizeram falta. A anfitriã da audiência pública foi mesmo a presidente da Associação de Moradores de Águas Claras e Arniqueiras, Telma Rufino. Aplaudida e bastante assediada por quem compareceu ao evento, Telma roubou a cena. E olha que estavam presentes dois distritais (Eliana Pedrosa e Agaciel Maia) e o administrador da região, Manoel Carneiro. Mas foi Telma, que inclusive, fez discurso no evento…


A ver navios

Não pegou nada bem o furo do presidente da Câmara Legislativa, Patrício (PT), com o ex-governador Rogério Rosso (PSD) ontem. Rosso faria a apresentação formal dos deputados do PSD na Câmara na tarde de ontem. A presença do ex-governador estava marcada, com o próprio Patrício, há alguns dias. Porém, de última hora, o petista desmarcou dizendo que não poderia atender o ex-governador. A desculpa foi a de que o governador Agnelo teria lhe chamado no Buriti. O desconforto fez com que alguns deputados dissessem que Agnelo teria “convocado a base” para uma reunião. Ficou feio para todos. Primeiro porque o governador estava viajando ontem para São Paulo. Depois, se tivesse convocado a base, não estariam todos na Câmara ontem, né?


Um nó

Há quem aposte que o PC do B errará, feio, caso emplaque Aldo Rebelo como novo ministro do Esporte, após a queda de Orlando Silva. O nome de Aldo era o preferido dentro da legenda. Contudo, o Planalto já está em alerta. Não quer. Sabe que, com o andamento do inquérito no STF sobre possíveis desvios de dinheiro por meio de convênios com ONG no ministério, novos nomes do partido aparecerão por aí. 

Lívio di Araújo para o Jornal Alô.




Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: