ONS E OFFS – Por Lívio di Araújo

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Sozinho

Nos bastidores, muitos políticos têm reclamado, em off, da condução do Democratas no Distrito Federal. Sob o pulso de Alberto Fraga, a legenda tende a perder, principalmente assim que o PSD de Kassab for liberado pelo TSE, nomes que integraram o partido. Segundo uma fonte, Fraga tem sido autoritário nas decisões partidárias e estaria “lotando o DEM” de policiais militares. Na última reunião, ainda segundo fonte, o ex-deputado teria tido a companhia apenas nos colegas militares. Nenhum nome político apareceu por lá!


Sustentabilidade

A deputada distrital Eliana Pedrosa (DEM) já promove, em seu gabinete, medida que chamou a atenção dos colegas na Câmara Legislativa. Com o objetivo de diminuir o uso de copos descartáveis, a deputada distribuiu garrafinhas para todos os funcionários do gabinete. A economia, além de ser um ato em prol da sustentabilidade, é de 45% de copos descartáveis em um mês no gabinete.


Um nó

Há que aposte que a ida do ex-deputado Raimundo Ribeiro para o PSDB tenha nome (composto) e sobrenome: José Roberto Arruda. Já especula-se que Ribeiro estaria amaciando o ninho tucano para que Arruda volta como candidato a deputado federal pelo partido.

Vale lembrar: Jaqueline Roriz seria a segunda política, caso cassada, punida no escândalo do Mensalão do DEM – a única, até agora, foi a deputada distrital Eurides Brito (PMDB), que foi cassada. Leonardo Prudente (DEM) e Brunelli (PSC) renunciaram para fugir da cassação, assim como o ex-governador Arruda e o vice Paulo Octávio também renunciaram: para fugir do impeachment e por não suportar a pressão, respectivamente. Outros diversos citados foram absolvidos pela CLDF.

Por Lívio di Araújo.

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: