Operação Blackout prende fornecedor de drogas em Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Nessa terça-feira (25), equipes da Coordenação de Repressão às Drogas (CORD/PCDF), durante a “Operação Blackout”, prenderam Darci Antônio Guimarães, 41 anos, e Edilson Alves da Silva, vulgo “Tanga”, 38 anos, acusados de tráfico e associação para o tráfico de drogas. As ações ocorreram no Núcleo Bandeirante, Samambaia e Setor Sol Nascente, em Ceilândia.

Darci foi detido em Samambaia, com meio quilo de crack. A droga, que estava escondida dentro de um compartimento secreto de um VW/Kombi, renderia pelo menos 2 mil porções. Já na residência dele, em Ceilândia, foram apreendidos cerca de R$ 30 mil, em espécie, provenientes da venda de drogas. 
  De acordo com as investigações, Darci é apontado como o responsável pela distribuição de grande quantidade de crack na área da QNN 3 – Ceilândia. Já Edilson, preso no Núcleo Bandeirante, era quem revendia crack, na mesma cidade, adquirida do comparsa. Com ele, foi apreendido um revólver, calibre 38, munição e R$ 5,6 mil, em espécie. Dois veículos, um Renault/Clio e um VW/Parati, foram apreendidos com os autuados. 
Ainda, segundo apurado, Darci se fazia passar por mecânico na oficina do próprio irmão, de onde realizava contatos e “recrutava” adolescentes infratores para servirem de “aviõezinhos” para a venda dos entorpecentes. 
Consta contra os autores antecedentes por crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas, furtos e apropriação indébita. Darci já gozava de liberdade condicional e Edilson, estava cumprindo pena em regime domiciliar. Se condenados, os autores poderão permanecer de 8 a 25 anos recolhidos na prisão. 

Divicom Polícia Civil

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: