Operação Integrada retira ambulantes da área central de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Em conjunto com vários órgãos do DF diversas ações de revitalização serão feitas a partir de  hoje (24) até 4 de julho na área Central de Ceilândia. A operação inclui pintura de equipamentos públicos, criação de jardins, limpeza, podas de árvores, roçagem, recuperação de calçadas, bancos, meios-fios, lixeiras, manutenção da iluminação pública, e a demarcação de vagas em estacionamentos, além de coibir a propaganda e o comércio ilegal na região.  
A iniciativa é coordenada pelo vice-governador, Renato Santana, e faz parte do programa “Levanta, DF”, que foi lançado em janeiro. A meta é que as benfeitorias contemplem outras regiões administrativas. “A determinação do governador Rollemberg é trazermos as cidades de volta à legalidade e é esse esforço que estamos imprimindo no principal cartão postal de Ceilândia, que é a área central. Já fizemos isso em Taguatinga, semana passada, no Mercado Norte, e vamos levar essas ações pontuais para todas as cidades”, enfatiza. 

Na manhã desta quarta-feira (24), a ação coibiu ambulantes que ocupavam irregularmente a área central de Ceilândia, inclusive a Feira do Rolo, que funcionava durante a semana ao lado do Restaurante Comunitário. Durante a abordagem várias mercadorias foram apreendidas entre carrinhos de comidas e bebidas alcoólicas,  além de roupas e objetos que eram comercializados sem nota fiscal. Os infratores foram autuados e as mercadorias encaminhadas ao depósito da Agefis, localizado no SIA. Nenhuma ocorrência grave foi registrada. A operação será regular e permanente na região. 
A intenção é entregar à população uma região mais limpa, segura e com mais acessibilidade para os pedestres, além de contribuir economicamente para a região, já que a área é a mais importante na geração de emprego e renda para a comunidade ceilandense. A operação conta com apoio da Administração de Ceilândia, a Subsecretaria da Ordem Pública e Social (Sops), Agência de Fiscalização (Agefis), Policias Militar e Civil,  Departamento de Trânsito (Detran) e o Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU).
Laurindo Barbosa, 56 anos, que possui uma ótica no local, conta que a ação é fundamental para coibir os produtos piratas, o que prejudica a criação de empregos com carteira assinada. “Várias lojas podem fechar no Centro devido à crise financeira, mas principalmente pela concorrência desleal dos ambulantes que não pagam aluguel, não pagam funcionários, em geral não tem despesas e não deixam tributos ao governo”, desabafa.
A secretária Lusinete dos Santos, 35 anos, conta que as benfeitorias devem contribuir para a boa imagem da área central de Ceilândia, além de trazer benefícios diretos para a comunidade. “ Essa região é o cartão-postal. Todos as pessoas passam por aqui. Com a revitalização não vai haver essa poluição visual que notamos com os ambulantes, além de ajudar o trânsito com a demarcação dos estacionamentos”, explica a secretária.  
Para o administrador regional de Ceilândia, Vilson de Oliveira, as ações trarão mais qualidade de vida para a população. “Com o tempo e o uso os bens públicos acabam se deteriorando. por isso é importante fazermos essa manutenção e a limpeza dos espaços públicos também”, ressalta o administrador. 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: