Operação Leviatã prende associação criminosa em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Nessa
terça-feira (21), equipe da 15ª DP deflagrou a Operação Leviatã. A ação
resultou na prisão de cinco pessoas e na apreensão de um menor infrator,
acusados de fazer parte de uma associação criminosa voltada à prática de
roubos, furtos, adulteração e receptação de veículos. O grupo também cometia
furtos em interiores de veículos nas áreas de Tagu
atinga, Águas Claras, SIA e
Plano Piloto.
 

De acordo com a
delegacia, a quadrilha era investigada há pelo menos dois meses. Ela atuava
organizadamente para cometer furtos em interior de veículos e subtrair,
mediante emprego de arma de fogo, veículos para posterior adulteração e
comercialização. As investigações apontaram que C.J.T.J., 34 anos (líder do
grupo); J.F.D.A.M., 30; e F.B.L., 34; executavam os crimes patrimoniais,
enquanto P.R.L., 33; esposa de C.J.T.J., colaborava na ocultação dos veículos.
A.A.L., 82 anos, também foi detido, além do adolescente, de 17 anos, acusado de
ato infracional análogo a roubo de veículo.
 

“Os autores dos crimes
patrimoniais, nas práticas dos crimes de roubo, circulavam, preferencialmente,
pela manhã e em grandes estacionamentos. Como alvo principal, escolhiam mulheres
para serem assaltadas”, conta o delegado-chefe da 15ª DP, Johnson Kenedy.
Segundo o delegado, durante os roubos, os autores rendiam a vítima para
subtrair o veículo, o qual era deixado em um estacionamento já escolhido
previamente pela quadrilha, local onde mais tarde os autores iriam buscar o
veículo para ser adulterado e negociado.

“Durante o restante do
dia, esses criminosos circulavam por áreas de Taguatinga, Águas Claras, SIA e
Plano Piloto cometendo furtos em interiores de veículos para repassarem os
objetos subtraídos aos receptadores. Na data de ontem, durante as diligências,
a quadrilha teria cometido três furtos em interiores de veículos e um roubo de
veículo. Esse último, com a ajuda do menor apreendido em flagrante”, conclui
Kenedy.
 

Na residência do líder
do grupo, localizada no Condomínio Sol Nascente, em Ceilândia, os policiais
apreenderam grande parte dos objetos subtraídos, os quais não eram negociados
imediatamente. No local, também foram apreendidos dois veículos de passeio que
seriam comercializados posteriormente. Um revólver, pertencente a C.J.T.J., foi
apreendido com o sogro dele. Um simulacro de arma de fogo, tipo pistola, também
foi encontrado em poder do adolescente infrator.
 

Cumpridas as
formalidades legais, os autores foram recolhidos à carceragem da PCDF. A mulher
foi conduzida ao presídio feminino e o menor infrator, à DCA II. O sogro do
líder do grupo foi liberado depois de pagar fiança arbitrada pela autoridade
policial. Ele irá responder pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.
 

Divisão de
Comunicação/DGPC

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: