Opinião: O jeitinho distrital de ganhar sem trabalhar

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Opinião: O jeitinho distrital de ganhar sem trabalhar(foto: reprodução)

Bom seria se fosse somente no legislativo do DF que tal jeitinho acontecesse. 

Essa situação ocorre no legislativo de todos os níveis, federal, estadual e municipal. O modelo é dado pelo Congresso Nacional que deveria ser o exemplo de correção, dignidade, moralidade, altruísmo, mas o que se vê por lá é justamente o contrário. Não foi lá no Congresso Nacional que inventaram a semana de três dias? E mesmo assim, deputados e senadores faltam em muitas sessões.

O que querem deputados e senadores com o orçamento impositivo? Boa coisa creio que não é! Podem exercer atividades particulares, não estão nem aí para o bem da sociedade que se vê abandonada pelo Estado. Escândalos pipocam por todos os lados, o caso da ministra, o caso dos auditores fiscais de São Paulo, o caso dos administradores de Aguas Claras e Taguatinga e por vai. Presos em um dia, soltos no outro.
A certeza da impunidade incentiva o indivíduo à prática de crimes. Esperar mudanças para melhor, com os legisladores e executivos que aí estão, é querer muito. Ou o eleitor muda os dirigentes atuais ou continuaremos na obscuridade, na sofreguidão. Bolsa família é bom, dá votos, mas não é tudo. Seria melhor se fosse acompanhada por assistência à saúde, educação, segurança, emprego, transporte público, entre outros.
* Anisio Teodoro – Promotor de Justiça e advogado 
Guardian Notícias

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: