Orelhão que estava em “puxadinho” de oficina em Ceilândia é destruído

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Orelhão foi arrancado e jogado fora após ter sido “privatizado” por um mecânico em Ceilândia (DF)Reprodução / TV Record Brasília
Um mecânico decidiu privatizar um telefone público em Ceilândia, construindo um muro ao redor dele. O orelhão que atende a comunidade ficava perto da oficina dele e, após o caso ter sido denunciado à reportagem da TV Record Brasília, a Agefis (Agência de Fiscalização) vistoriou o imóvel e derrubou a construção irregular. Na manhã desta sexta-feira (25), porém, o orelhão foi arrancado e jogado fora. 

A base do telefone público ficou a alguns metros de onde ele estava instalado. Moradores disseram que o aparelho funcionava no local havia 20 anos e que foi retirado sem autorização da população.
Quem trabalha ou mora na área está revoltado com a atitude, uma vez que o orelhão servia a moradores e comerciantes. A população não sabe quem retirou o aparelho e disse que o mecânico decidiu privatizar o telefone para construir um lava peças.
Do aparelho sobrou apenas a parte de fibra e o teclado foi arrancado. O dono da oficina, onde o orelhão ficava posicionado, disse que a retirada foi decisão da própria empresa responsável pelo telefone.
— Fiz o pedido para a OI, eles vieram e tiraram. Eles mesmos arrancaram e jogaram tudo fora, levaram só o teclado.
A OI foi procurada para comentar o assunto, mas não se pronunciou até a publicação desta reportagem.
Assista ao vídeo:

Informou o R7

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: