Pai de menina mantida em cárcere privado em Ceilândia procura Conselho Tutelar

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

[Correio Braziliense] O pai da criança mantida em cárcere privado em Ceilândia foi localizado. O homem, que mora próximo do local
onde a filha estava sendo torturada, estava em uma chácara longe da região
administrativa quando o crime foi descoberto, na última sexta-feira (5/8). Ele
foi até o Hospital Regional de Ceilândia (HRC), onde a menina continua sendo
tratada dos quadros de anemia e desnutrição, e entrou em contato com o Conselho
Tutelar 1 da região, que está acompanhando o caso. Segundo o pai disse em
depoimento, ele não sabia do que estava acontecendo com a filha.



O homem estava há cerca de
dois anos sem ver a menina. Segundo a conselheira Selma Aparecida da Costa, ele
afirmou que a mãe o proibia de fazer visitas. “Ele disse que nos primeiros dois
anos, a mãe deixou. Que pagava pensão, que chegou, inclusive, a aceitar ficar
com a menina para que a mãe pudesse trabalhar, mas ela teria voltado atrás.
Além disso, não deixou mais ele ver a criança”, conta Selma. O pai e a família
materna da criança já manifestaram interesse em ficar com a garota de 7 anos.
No fim desta segunda-feira (8/8), foi expedida uma decisão Judicial que
suspendeu o poder familiar da mãe. A guarda continuará com o Conselho Tutelar
até que a situação seja resolvida.

*Informações Camila Costa / Correio Braziliense

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: