Parques de diversão no DF não tem alvará: regras para instalação são lançadas hoje

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Na teoria, para as administrações regionais concederem licença de funcionamento para parques de diversões eles precisam ter laudos técnicos de engenheiros elétrico e mecânico registrados no Conselho Regional de Engenheiros Arquitetos e Agrônomos (Crea), e alvarás do Corpo de Bombeiros e da Defesa civil. Ambos os documentos são concedidos por meio de vistoria de profissionais. Mas nenhum dos parques de diversão instalados no Distrito Federal tem o alvará da Defesa Civil para funcionar.
Até agora não havia norma técnica da Agência Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que estabelecesse  critérios para fabricação dos brinquedos e nem órgão específico, Inmetro por exemplo, que avalie e certifique se as normas estão sendo cumpridas. Para tentar minimizar esses problemas e garantir mais segurança aos usuários, a ABNT lança hoje, as normas sobre fabricação de brinquedos, manutenção e orientações a funcionários.
Há dois anos, o gerente de Operações da Defesa Civil, Vicente Tomaz, não libera alvará para parques. “A rigor não era para nenhum desses parques estarem funcionando no DF”, afirma ele. “Mas como cada administração é responsável, elas que assumem o risco”, analisa.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: