A partilha das comissões na CLDF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Os deputados distritais ainda têm uma semana para definir a partilha da presidência das comissões permanentes da Casa, além de Ouvidoria e Corregedoria. Nesta quinta-feira (3) será publicado no Diário da Câmara Legislativa, o ato com a proporcionalidade partidária para as comissões – ou seja, a quantas vagas cada bloco partidário terá direito nos próximos dois anos. Os cálculo apontaram que o bloco PT e PRB, com seis parlamentares terá direito a dez vagas nas nove comissões permanentes da Casa. Também com dez vagas ficarão os blocos do DEM, PMN, PRTB e PTdoB, e do PMDB, PTC, PSL e PSC. Os dois blocos restantes ficarão com oito vagas cada.
Com essa definição, os blocos terão até segunda-feira (8) para indicar quem serão seus representantes em cada uma das comissões. A composição deve ser publicada no Diário da Casa de terça-feira (9), para que, na sessão do mesmo dia, sejam eleitos os presidentes de cada comissão.
A disputa está acirrada. PT e PRB definiram a indicação do petista Chico Leite para a presidência da CCJ. Articulam o apoio do bloco do PPS para a nomeação. Em troca, garantiriam o nome de Cláudio Abrantes para a presidência da CEOF. O acordo, no entanto, passa ainda por muitas negociações. De olho na CCJ está também Wellington Luiz, do PSC, que integra o bloco do PMDB. O policial civil, porém, também ficaria satisfeito com a Corregedoria da Casa.
Na CEOF, a disputa também é grande. Além de Abrantes, articulam-se para  presidência Olair Francisco (PTdoB) e Agaciel Maia (PTC). Para a Comissão de Educação e Saúde estão no páreo Rejane Pitanga (PT) e Washington Mesquita (PSDB). De olho na Comissão de Assuntos Sociais, está Liliane Roriz (PRTB).
O fim de semana promete ser ainda de muitos encontros, cafés e almoços entre os parlamentares.

Do Blog da Paola.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: