Perdi meu filho, mas o céu ganhou uma estrela brilhante! (Por Aderivaldo Cardoso)

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Hoje com certeza é o texto mais difícil da minha vida. Talvez o último desse ano. Nesse momento chego em casa com a certeza de que perdi meu filho querido para um jogo que ninguém gostaria de jogar.
O dia de hoje foi o dia mais difícil de minha vida. Passei a noite acordado ouvindo meu filho me chamando. Orei a noite toda. Pedindo a ele que ficasse. Por volta de quatro horas levantei, tomei um banho e entrei em processo de oração. Sentia meu filho me chamando. Fui até ele. No momento que saia, sem saber o que estava acontecendo escrevi um texto em meu facebook:

Não preguei o olho tem dois dias, conectado mentalmente com meu filho. Obrigado a todos pelas manifestações de carinho. Que Deus os abençoe e os guarde todos os dias dando força e sabedoria para conduzirmos nossas vidas.
Logo depois postei outro:

Meu filho, Gabriel Brilhante, esta partida é a mais importante de sua vida. Escute da voz do Grande Técnico e siga as instruções. Comemore cada ponto como se fosse o título do campeonato. Não pare de vibrar filho. A torcida está de olho em você, gritando seu nome. Estou ao lado do campo como sempre estive vendo seu desempenho vibrando junto. Nesse jogo você é a maior estrela. O grande troféu é sua vida. Te amo muito. Trocaria de lugar contigo nesse momento, mas não fui inscrito nesse jogo. As regras não pertimitiram. Força, paciência e fé meu querido. Não se preocupe esse momento é aquele em que o técnico te coloca no banco para avaliar a tática do outro time. Observe o jogo do adversário, mas não pare de vibrar, pois é isso que contagia todo time. Lembre-se de tudo que aprendeu nesse momento e foque onde quer chegar. Veja-se na seleção brasileitra de volei em breve. Assim Deus o fará. Realizará o desejo ardente em seu coração. Contamos com sua garra de um grande líbero que é…

Nesse momento meu filho lutava contra a morte no jogo pela vida e eu não sabia. Somente sentia. Peguei o carro e fui até ele guiado por sua voz. Próximo das sete da manhã entrei na UTI de repente e lá estava meu filho sofrendo uma parada cardiorespiratória e uma equipe médica tentando salvá-la. Uma cena terrível para um pai.
Elevei meus pensamentos ao Criador e senti quando meu filho partiu. Sem ninguém me falar perguntei a um enfermeiro se havia acontecido o terrível fato.
Avisei familiares e amigos. Descobri que tenho mais amigos do que imaginei. Pessoas fantásticas. Que me seguraram em todos os momentos. Sem eles não suportaria reconhecer meu filho no necrotério, nem tampouco escolher seu caixão e textos para as flores.
O dia mais difícil de minha vida. Eu perdi um filho. O grande amor da minha vida. Meu campeão. Meu maior tesouro. O Céu ganhou um anjo chamado Gabriel e uma estrela verdadeiramente brilhante. O melhor filho do UNIVERSO!
Deus me deu mais força do que eu imaginei quando pedi a Ele um dia! Obrigado pelas orações. Continuo precisando…
O velório ocorrerá hoje dia 06/12 (dia do seu aniversário – faria 15 anos) na capela nº 01 do Campo da Esperança de Brasília.

Aderivaldo Cardoso.



Nota do Blog: Amigo, estamos com voce, sempre, em todos os lugares e em todos os momentos! Força e superação, é o que desejamos nesse momento tão dificil.

1 Comment

  • Avatar
    Anônimo , 3 de outubro de 2012 @ 11:24

    Me emocionei muito com o seu texto tambem perdi um filho no dia 16/12/2011, ele tinha 3 meses.

    Muita força

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: