Policial Militar é preso com bando de assaltantes em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Uma quadrilha formada por quatro pessoas, suspeita de assaltar residências no Distrito Federal desde outubro do ano passado, foi presa em flagrante hoje (9) por agentes da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF/PCDF) em Ceilândia.

“A PC vem realizando monitoramentos constantes no DF e Entorno e, há 15 dias, detectou que esses criminosos tinham a intenção de praticar o crime nesse local. Eles (os assaltantes) conheciam a rotina dos moradores e a certeza de que a ação teria um bom retorno financeiro”, afirmou o delegado Fernando César Costa.
Um dos integrantes da quadrilha, que trabalhava como gesseiro, aproveitava o período em que prestava serviço nas residências para analisar os bens e a rotina dos moradores e, quando finalizava a obra, se unia aos outros para realizar o crime.
No último assalto, na QNM 34 – Ceilândia -, os suspeitos chegaram ao local por volta das 5h40 e aguardaram a moradora sair pela garagem às 6h30, momento em que dois integrantes do grupo entraram enquanto os outros dois faziam a vigilância da área.
De acordo com Costa, o esposo da mulher e dois filhos menores ainda se encontravam na casa e foram rendidos pelos suspeitos, que os trancaram em um dos cômodos. “Eles ficaram 20 minutos dentro do imóvel. Não houve violência, roubo semelhante ao que praticaram na semana passada no Gama”.
O delegado informou que a quadrilha será autuada em flagrante por roubo triplamente circunstanciado, com emprego de arma de fogo e restrição de liberdade das vítimas, além de responder pelos crimes de quadrilha em bando armado e porte ilegal de arma.
O policial militar, que fazia parte da quadrilha, trabalhava há 29 anos como sargento do 2º Batalhão de Taguatinga e estava a um ano de se aposentar. Ele será autuado em flagrante na DRF e encaminhado ao Batalhão da Polícia Militar, onde ficará à disposição da corporação.
Na ação, foram apreendidas armas de uso restrito da polícia, veículos, dinheiro e objetos produtos de crimes.

Informou o GDF

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: