PPL ganha seu primeiro distrital.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O jornalista Marco Campanella presidente do PPL ,o distrital Welligton Luiz e o presidente do PPL Paranoá Eugênio Piedade.

Na noite da última  sexta-feira (28), na Associação Comercial do Distrito Federal, tomou posse como novo integrante do Partido Pátria Livre o deputado distrital Wellington Luiz, que é presidente da Frente Parlamentar de Combate às Drogas e à Dependência Química na Câmara Legislativa. Com a saída do PSC, Wellington Luiz passa a fazer parte oficialmente da base do governo Agnelo na Casa.
Várias lideranças do Pátria Livre das zonais do DF e Entorno estiveram presentes para prestigiar a posse do distrital. Também se fizeram presentes o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF), Ciro de Freitas, o presidente do PT-DF, Roberto Policarpo, e o vice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filippelli, que representou o governador Agnelo Queiroz.
O presidente do PPL-DF, Marco Antônio Campanella, afirmou que o Pátria Livre ficou mais rico e experiente com a chegada do deputado distrital Wellington Luiz. “A franqueza e humildade foram importantes na decisão de ter Wellington Luiz em nossa legenda. Com a sua presença, queremos completar o processo de independência do Brasil, com políticas na geração de empregos, com uma política econômica forte e soberana, juntamente com o governo Dilma e com o governo Agnelo”, destacou.
Em seu discurso, Wellington Luiz agradeceu aos “novos irmãos” do PPL, pois, segundo ele, se sente “adotado por uma verdadeira família”. O deputado disse não ter dúvidas em ter escolhido o Partido Pátria Livre como nova opção política pela composição séria e comprometida da legenda.
Ele disse que não quer ser mais um distrital na Câmara Legislativa, mas uma das vozes do PPL, de seus filiados e de várias representações que a congregam. “Quero honrar o convite feito pelo PPL com um trabalho social, pelo respeito às pessoas, com um trabalho sério para uma parcela da sociedade que sofre problemas com as drogas”, destaca Wellington.
Fonte: Blog do Odir.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: