"O presidente Lula não merece isso" diz Chico Vigilante.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
“Hoje subo nesta tribuna para falar de um homem que conheço há mais de 30 anos, que conheci numa das primeiras greves do ABC Paulista, quando saí daqui e fui lá me solidarizar com ele, a greve dos metalúrgicos. O meu amigo, meu companheiro Luiz Inácio Lula da Silva”, disse Chico ao abrir o comunicado de líderes na sessão ordinária desta quarta-feira (12).

“Não é correto. Não é justo. É irresponsável a atitude desta oposição nacional brasileira e leia-se PPS/Democratas e PSDB, que se valem de um condenado da Justiça para tentar atacar a honra do Lula”, afirmou Chico Vigilante.
O parlamentar ressaltou que o presidente Lula é um patrimônio do país, conforme disse ontem o presidente da Câmara dos Deputados e do Senado, que orgulha o povo brasileiro, orgulha o país lá fora, e que precisa ser respeitado. E reclama que Lula não pode ser tratado da maneira como está sendo tratado.
Chico também observa que o mais lamentável é a Procuradoria Geral da República ao receber um depoimento que deveria ter aberto imediatamente um inquérito e não o fez, segurou, e depois ficar vazando “de maneira covarde como eles estão fazendo com o depoimento deste elemento chamado Marcos Valério. Isso é covardia”, disse. E emendou que o presidente Lula não merece isso. “Não pode ser feito deste jeito”.
Para o petista, esta situação é muito preocupante e pode abrir precedentes gravíssimos. Do jeito que está caminhando, daqui a pouco qualquer bandido pé de chinelo procura um delegado ou um promotor, diz que um deputado ou presidente de partido é ladrão, eles vazam pra imprensa, e a pessoa fica carimbada sem nunca ter cometido nenhum tipo de crime.
As declarações feitas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, frente ao caso, alerta Chico Vigilante, são mais graves ainda. Joaquim Barbosa disse à imprensa que a denúncia de Valério precisa ser investigada. “Por que ele não mandou ampliar as investigações quando ele estava relator do processo?”, indaga o deputado.
De maneira taxativa, o parlamentar encerrou o comunicado de líderes afirmando que se o PSDB, o DEM e o PPS não têm projeto para este país, “que calem a boca e deixem o Lula em paz, um homem que fez a redenção da classe trabalhadora”, afirmou.
Chico ainda ressaltou a coragem e determinação do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT/RS), por não aceitar interferência indevida na Câmara dos Deputados. “Conforme o artigo 55 da Constituição Federal, quem cassa mandato no Senado são os senadores e da Câmara Federal, são os deputados. “Portanto, o senhor Joaquim Barbosa se reserve o direito de fazer impeachment de algum ministro do Supremo e não querer se intrometer indevidamente nas questões internas da Câmara dos Deputados, desrespeitando a Constituição. Se eles acham que vão continuar legislando no lugar dos deputados e senadores, estão muito enganados, porque este país não vai ficar calado. Nós não vamos aceitar a ditadura do Judiciário assim como não aceitamos a ditadura militar. Isto é inaceitável para um país democrático, afirmou.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: