Prevenção ao tráfico humano em escola de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Cerca de 140 adolescentes de 13 a 18 anos do  Centro de Ensino Fundamental, 25, na QNP 9, Ceilândia Norte, agora têm mais informações sofre o tráfico de pessoas. Eles participaram hoje de palestra ministrada pela gerente de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da  Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus-DF), Marta Santos.  A ideia é evitar que jovens sejam vítimas desse tipo de crime.


 “O foco maior do tráfico de pessoas são as mulheres, mas os jovens e adolescentes também são muito procurados. Nosso intuito é levar informação para que tenham mais conhecimento sobre o assunto, eliminando a possibilidade de serem aliciados”, ressalta Marta. 

Durante a explanação, a gerente explicou para os estudantes o que é o tráfico de pessoas, como enfrentá-lo, como denunciá-lo e o perfil das vítimas. De acordo com Marta,  em geral, as pessoas aliciadas possuem alguma vulnerabilidade, seja econômica ou social.

Conforme relatório divulgado pelo Ministério da Justiça, em parceria com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), entre 2005 e 2011 o registro de casos de tráficos de pessoas no Brasil foi de 475 vítimas. Segundo o levantamento, o Suriname, que funciona como rota de destino para Holanda, recebeu 133 vítimas, a Suíça, 127, a Espanha, 104 e a Holanda, 71.

O que é

O tráfico de pessoas é uma forma de escravidão. A maioria das vítimas é composta por mulheres, crianças e adolescentes que são aliciadas para exploração sexual ou mão-de-obra escrava.

A Gerência

A Gerência de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas tem como objetivo dar visibilidade ao tema, assim como trabalhar com as vítimas desse abuso em âmbito de atendimento psicossocial e jurídico. Faz parte também do trabalho criar mecanismos que estabeleçam a execução de políticas públicas para o enfrentamento do Tráfico de Pessoas, desenvolvendo um trabalho de divulgação e prevenção favoráveis à proteção das vítimas.  O trabalho da gerência é realizado de forma multidisciplinar, tendo em seu corpo funcional psicólogo, assessor jurídico e assistente social.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: