Principais ocorrências na Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Homem é executado com quatro tiros em via pública de Ceilândia.
Um homem de 33 anos foi morto às 19h15 desta sexta-feira (9/9), no conjunto B da QNM 23, em Ceilândia. A vítima foi alvejada com quatro tiros – um deles na cabeça – e morreu no local.

Varlei Bezerra da Silva estava na rua quando foi baleado. A polícia foi chamada para socorrer a vítima, mas, ao chegar no local, já encontrou o homem morto. A perícia foi acionada. Ainda não há suspeitos e, até o momento, as testemunhas não foram ouvidas.

Suspeito de homicídio, rapaz acaba preso por tráfico de drogas em Ceilândia.
Um rapaz suspeito de matar um adolescente acabou preso em flagrante por tráfico de drogas nesta sexta-feira (9/9), em Ceilândia. Como já vinha sendo investigado pelo homicídio, Jefferson Cruz de Souza, de 19 anos, terá de passar 180 dias em regime de prisão preventiva, além de responder pela autuação de tráfico.

De acordo com o delegado-chefe Yuri Pereira Fernandes, da 15ª Delegacia de Polícia, com um mandado de busca e apreensão, os agentes procuravam, na casa de Souza, a arma que teria sido usada no crime. O revólver não foi encontrado, mas os policiais acharam um tijolo de pequena proporção de maconha.

Faroeste
Allan Pires, 16 anos, foi morto com dois tiros na região do peito, no conjunto H da QNM 21, em Ceilândia Sul, em 18 de agosto deste ano. “Jefferson de Souza não cobriu o rosto e atirou à queima-roupa em plena luz do dia. Achou que era faroeste”, contou Fernandes.

De acordo com o delegado, a companheira do suspeito e outra testemunha confirmam sua culpa. Ainda segundo o titular, Jefferson tinha rixa com o irmão da vítima, cujo paradeiro é desconhecido. Em sua defesa, o acusado afirmou que era apenas usuário de drogas e nega responsabilidade na morte de Allan. 

Homem é preso por porte ilegal de arma dentro de hotel em Ceilândia.
Um homem foi preso na manhã desta sexta-feira (9/9) dentro do Hotel Suíte, entre as quadras 21 e 23 do P Norte, em Ceilândia. Segundo o delegado Neto Tavares, da 19ª Delegacia de Polícia, ele portava um revólver calibre .38 e estava sob efeito de drogas.

Segundo o delegado, a polícia foi acionada após André Silvestre Silva Santos, 30 anos, ter entrado em conflito com outros usuários de drogas enquanto fumava crack nas imediações do hotel. “Os policiais o encontraram dentro do quarto com o revólver. Ele não chegou a ameaçar os funcionários, mas disse que se alguém o tivesse enfrentado, não teria pensado duas vezes”, contou.

André foi encaminhado para o Departamento de Polícia Especializada (DPE) e se condenado por porte ilegal de armas, pode ficar preso de dois a quatro anos. 

Do Correio Web. 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: