Proposta da Caesb de incluir nome de devedor no Serasa gera polêmica entre órgão e políticos.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Proposta da Caesb de incluir nome de devedor no Serasa gera polêmica entre órgão e políticos

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) irá colocar o nome dos devedores Serasa. Essa medida está sendo considerada polêmica. De acordo com o órgão, os cidadãos que não quitarem seus pagamentos da conta de água devidamente, terão seus nomes negativados. A decisão gerou revolta de alguns deputados distritais.

De acordo com a deputada distrital Eliana Pedrosa (PSD), essa medida é extremamente sem cabimento para. “Quem deixará de pagar uma conta de água, sendo que precisamos dela para sobreviver? Um bem que já se tornou mais que primordial na vida do ser humano. Ou seja, fora do comum essa iniciativa da Caesb, de querer “sujar” o nome das pessoas em vão”, ressalta.

Para a parlamentar, o mais complicado dessa situação, é saber que aqueles que passam dificuldades financeiras, terá um problema maior para limpar seu nome. “O nome da pessoa vai para o Serasa, e quando a pessoa tentar limpar seu nome sujo, terá mais custo, maior até do que a conta que deve na Caesb. Será indispensável à avaliação dessa proposta”, completa.
Revolta: A professora Rafaela Sena, 29, explica que o método que será utilizado pela Caesb, passou longe de se tornar um meio mais eficaz de ter controle das pessoas que pagam ou não suas contas. “Todo esse procedimento trará dor de cabeça para aqueles que tiverem com os nomes comprometidos no Serasa. O governo terá de refazer todo esse procedimento e elaborar um outro meio , que não prejudique tanto a população”, conclui.
Explicações: De acordo com o presidente do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa das Relações de Consumo (Ibedec), Geraldo Tardin, a Agência Nacional de Águas (ANA) permite o corte do fornecimento de água. Ele afirma que o consumidor tem que ser notificado com antecedência e prazo para efetuar o pagamento.
“Em situações como a de uma pessoa doente, que não pode pagar e não pode ficar sem o fornecimento, a pessoa tem direito de ir à Justiça para regularizar isso”, finaliza.
Situação: Procurada pelo Guardian Notícias, a Caesb por meio de sua assessoria de imprensa, informou que os clientes que atrasarem em 30 dias a data de vencimento da conta serão incluídos no cadastro. O fornecimento de água será interrompido após 60 dias de atraso.

A companhia irá contratar a Serasa para a prestação do serviço de inclusão e exclusão do nome de clientes inadimplentes. O contrato será de um ano, no valor de R$ 250 mil.
Qualquer cliente que atrasar o pagamento de sua conta poderá ter seu nome incluído na Serasa, após ser comunicado pelo órgão. O prazo para a inclusão do nome será decidido no contrato, que ainda não foi assinado. O objetivo da medida é diminuir a inadimplência e evitar o corte no fornecimento de água dos clientes.

Por Nayara Ribeiro/ Guardian Notícias

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: