PSD altera forças na Câmara Legislativa.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


PSD altera forças na Câmara Legislativa
Foto: Thyago Arruda / 247 – Cedoc 01.01.2011

Blocos partidários serão refeitos assim que nova legenda for
oficializada em solenidade que terá a presença do prefeito Gilberto
Kassab

 

Priscila Mesquita_Brasília247 – Os três deputados distritais que
já aderiram ao Partido Social Democrático (PSD) vão ser recebidos em
uma solenidade na qual será oficializada a formação da legenda no
Distrito Federal. Até agora, os deputados distritais do PSD são Eliana
Pedrosa, Celina Leão e Washington Mesquita. A data da solenidade ainda
não foi marcada, porque o presidente nacional do partido, o prefeito de
São Paulo, Gilberto Kassab, quer participar do evento, mas precisa
conciliar sua agenda. Kassab tem reservado os fins de semana para as
atividades do PSD nos estados.
Depois da oficialização, o quadro na Câmara Legislativa será outro.
Essa será uma das primeiras consequências da criação do partido no DF. O
bloco caracterizado como de oposição ao governo, e que até agora era
formado por Eliana (DEM), Celina (PMN), Washington (PSDB), Raad Massouh
(DEM) e Liliane Roriz (PRTB), pode ser desfeito. Massouh chegou a
negociar sua transferência para o PSD, mas desistiu. Liliane está
conversando com os dirigentes do novo partido e ainda pode aderir. Outro
distrital em negociações com o PSD é Dr. Michel (PSL).
Além do bloco liderado por Eliana, existem outros quatro na Câmara: o
que reúne PT e PRB, com seis distritais; o do PMDB/PTC/PSL/PSC/PT do B,
com seis deputados; o do PDT/PPS/PSB, com quatro parlamentares; e o do
PR/PP/PTB, com três deputados. Para ser considerado um bloco, o
Regimento Interno da Câmara Legislativa determina que o grupo reúna, no
mínimo, três deputados de dois partidos diferentes.
Se as mudanças para o PSD pararem nos três nomes já anunciados, o
partido nasce como a segunda maior bancada, ficando atrás apenas do PT,
que tem cinco deputados. Passa a ser uma força importante que, reunida
com parlamentares de outros partidos, pode até formar um bloco maior do
que o do PT/PRB, que conta com os cinco petistas e com Evandro Garla
(PRB), totalizando seis distritais.
Tudo vai depender da “cara” do PSD no DF, ainda um pouco confusa por
reunir em uma mesma legenda parlamentares até agora com posições
diferentes em relação a apoiar o governador petista Agnelo Queiroz.
Washington, por exemplo, não esconde querer se aproximar de Agnelo,
enquanto Celina e Eliana são declaradamente oposicionistas.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: