PT/DF já admitiu que senador virá de fora.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Operador da coligação que sustenta o governador Agnelo Queiroz, o secretário Roberto Wagner não estranhou o presidente regional do PT, Roberto Policarpo, admitir que há candidaturas ao Senado dentro de seu partido. Sabe que existem fortes pressões internas por parte de petistas que gostariam de obter a legenda.

Mas lembra que, em reunião do Conselho Político do governo, Policarpo já concordou em que o candidato ao Senado virá de outro partido da base. Essa é, lembra Wagner, também a posição do líder do PT, Chico Vigilante. “De uma coisa o conselho não abre mão: deve haver espaço para todos, sem exceção”, diz o secretário.

Escolha natural

Já existe até uma alternativa colocada, assegura Roberto Wagner. Como três dos dois senadores que compõem a bancada do Distrito Federal foram para a oposição, Gim Argello passou a ser o único que vota com o governo. Assumiu, assim, a condição de candidato natural.
Eduardo Brito / Jornal de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: