Quarteto Capivara realiza últimas apresentações em Taguatinga com entrada franca

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Formado há cinco anos, o Quarteto Capivara é resultado do encontro de talentosos jovens da cidade apaixonados pela música instrumental brasileira. Neste pouco tempo já tiveram a oportunidade de tocar em lugares de destaque da cidade.

Para promover e difundir a música instrumental e levar ao grande público seu trabalho, o Quarteto Capivara realiza uma turnê por quatro regiões administrativas do Distrito Federal que encerra nesta sexta-feira com duas apresentações emTaguatinga. O grupo já se apresentou na Vila Telebrasília, Gama e Ceilândia. Os últimos shows da turnê incluem uma grande roda de choro com a participação de dois grupos locais: Aroeira e Brincadeira Boa.  
No repertório, além de composições próprias, o grupo apresenta clássicos instrumentais brasileiros, de autores como Jacob do Bandolim, Dominguinhos, Sivuca e Hermeto Paschoal.

A ideia desse projeto de circulação – que conta com o apoio do Fundo de Apoio à Cultura – FAC, da Secretaria de Cultura do Distrito Federal –, é, também, contribuir para a valorização da música produzida no DF e formar novas plateias para a música instrumental. Cada região será contemplada com um show gratuito em um local de acesso livre e uma apresentação especial voltada para estudantes da rede pública.

Durante as apresentações, o público vai poder apreciar as composições do Quarteto Capivara e também clássicos da música instrumental brasileira, de compositores relevantes para a formação musical nacional. Dessa forma, o grupo pretende estreitar a relação do público com artistas do DF, em especial o trabalho autoral.

O Quarteto Capivara é composto por músicos que passaram por formações musicais nas melhores escolas especializadas de Brasília, incluindo a Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello, projeto da famosa casa de shows de Brasília. O grupo propõe um passeio pelos mais variados estilos musicais brasileiros como choro, samba, bossa nova e música regional, com influência de jazz e blues.

Rafael Alabarce (gaita), Eduardo Bento (percussão), Laércio Pimentel (violão) e Felipe Nunes (bandolin) pesquisam e interpretam músicas instrumentais de rara beleza, incluindo clássicos da MPB e compositores de gerações passadas. O repertório dos shows mescla composições autorais e de artistas consagrados, como Hermeto Paschoal, Jacob do Bandolim, Dominguinhos, Sivuca e outros.

Rafael Alabarce – integrante do Quarteto Capivara desde 2006, é formado pela Escola de Música de Brasília EMB e pela Escola de Choro Rafael Rabelo, onde leciona Gaita Cromática. É também luthier de gaitas cromáticas e diatônicas.

Participou várias vezes do curso “Internacional de verão da Escola de Música de Brasília” junto a artistas como Maurício Einhorn – Gaita romântica, Ian Guest – Harmonia, Ademir Junior – Improvisação, Pablo Fagundes – Gaita Cromática, entre outros.

Fez a abertura de shows dos artistas renomados como Armandinho, Rolando Boldrin e Sérgio Reis, e participou também de uma apresentação do cantor e guitarrista norte americano Greg Wilson, vocalista da Banda Blues Etílicos.

Felipe Nunes – começou seus passos musicais com o bandolim, aos sete anos, quando seu pai, músico por hobby e autodidata, lhe ensinou os primeiros acordes.
Aos 11 anos entrou na Escola Brasileira de Choro Raphael Rabello, onde permaneceu até os 15 anos como aluno e dos 15 aos 18 como professor monitor de bandolim.

Foi aluno de grandes nomes da música brasileira como Hamilton de Holanda, Dudu Maia, Jorge Cardoso e Marcelo Lima. Tem a música como profissão desde os 15 anos e tocou em grupos como Quem não Chora não Mama, Choro Malandro, Fugindo à Regra, 4+3=7cordas, dentre outros. Já abriu shows dos artistas Hamilton de Holanda, Hermeto Paschoal, Armandinho Macedo e Carlos Poyares.

Seu repertório é composto de Choro, Samba, MPB e Jazz. Ele é licenciado em música pela Universidade de Brasília – UnB.

Eduardo Bento – é o percussionista do quarteto e se apresenta no circuito musical de Brasília desde 2005. Formou-se na Escola de Música de Brasília (EMB), em 2009.

Estuda percussão no Clube do Choro de Brasília e é músico profissional nos instrumentos violão, canto e percussão, no gênero popular. Atualmente é integrante dos grupos Ciclone na Muringa (rock e funk), Roda na Banguela (forró pé-de-serra e cultura popular) e o Quarteto Capivara.
Laércio Pimentel – é graduado pela Universidade de Brasília em Licenciatura em Música em 2003. Leciona atualmente as disciplinas violão de sete cordas, teoria musical, percepção musical e violão seis cordas na Escola de Choro Raphael Rabello. Produz músicas para vídeos institucionais, além de trilhas sonoras para cinema, teatro e propaganda publicitária.

Participou dos grupos de música instrumental Choro de Calango, Maya Desnuda, Mistura e Manda e Banda de Pífanos Ventoinha de Canudo.  Acompanhou o gaitista Gabriel Grossi, Carrapa do Cavaquinho, Nivaldo do Acordeom, Caçai Nunes, Eduardo Maia, Roberto Curto, Zabé da Loca, Marines, Dió de Araújo, Sivuquinha, com os trios Jerimum, Siridó, Trinca Pé, e Araçá, com o grupo Samba Choro, Feijão Bandido. Entrou este ano para o Quarteto Capivara.

SERVIÇO:
Quarteto Capivara – Projeto de Circulação pelo Distrito Federal.
Dia 13 de novembro, sessões às 21h e 22h – Mercado Sul – St. B Sul Área Especial QSB 12 – Taguatinga
ENTRADA FRANCA

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: