Querem retornar para o Plano Piloto o carnaval

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Associação Comercial de
Ceilândia(ACIC) já identificou e rechaça de pronto o movimento de alguns
descontentes que implicam em não reconhecer o sucesso que foi os últimos sete
anos de carnaval no ceilambódromo em Ceilândia e querem o retorno para o Plano
Piloto.
A ACIC tem certeza que
esta mal urdida e sorrateira medida que querem armar nos últimos minutos do
segundo tempo não tem o apoio do Governador Agnelo. Não seria agora neste
momento em que o governo dá passos firmes em direção de maior aproximação junto
a população, que seria adotada uma medida que tem como pano de fundo um
preconceito com a cidade que diga-se de passagem teve papel fundamental e
preponderante na eleição do novo governo.
Forçar a retirada do carnaval de Ceilândia, é investir em espetáculo para
arquibancadas vazias. Montar infraestrutura para o carnaval no Plano Piloto é
criar o mausoléu do samba, espaço sem gente e monumento ao nada. É indiscutível,
o sucesso da festa de momo, em Ceilândia, nos últimos anos, espetáculo real, e
acima de tudo, justificável do ponto de vista da utilização de recursos
públicos, o povo se fez presente, de forma inquestionável em todas as suas
realizações no Ceilambodromo. A falácia de que a cidade era violenta e não tinha
capacidade para abrigar evento de tal monta, foi totalmente superada, as
ocorrências policiais tem pouco destaque, a média de participação da população
nos eventos são em média de 200 mil pessoas por ano.
Não reconhecer que o evento na cidade de Ceilândia já se encontra
justificado e consolidado, faz parte das artimanhas da minoria dos descontentes,
que de tempos em tempos mudam a plumagem e partem para o uso de meios escusos.
Em Ceilândia há a crença de que o governador Agnelo não apoia essa mal
orquestrada ação de desavisados neófitos “carnavalescos”.
A
armação foi mais uma vez descoberta, insistem em trazer o evento para um local
que não favorece a participação popular. Cidadão, liderança empresariais,
deputados, lideranças políticas, lideranças dos movimentos populares e culturais
da cidade de Ceilândia é chegado o momento de mobilizar a sociedade ceilandense
para denunciar essa mal intencionada ação. A casa foi arrumada, segundo
manifestação do governador Agnelo. Agora querem bagunçar a boa relação entre
governo e sociedade. Ceilândia – DF 12 de janeiro de 2012

 

 
Associação Comercial de
Ceilândia – ACIC

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: