Raad livre para ser situação.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
O deputado distrital Raad Massouh é mais um a trocar o DEM pelo PSD, novo partido que está sendo organizado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. No Distrito Federal, o Democratas perdeu seus dois deputados distritais para o PSD, além do antigo presidente da sigla, o ex-senador Ademir Santana. A deputada Eliana Pedrosa, líder da oposição da Câmara Distrital, já havia anunciado a troca de partido na semana passada. A deputada disse que vai permanecer na oposição, mesmo que o PSD venha a incorporar a base de apoio do governador Agnelo Queiroz (PT). Essa é a tendência. Mas o mesmo não se pode afirmar em relação a Raad, que já tinha uma atitude esquizofrênica em relação ao governo. Apesar de ser de um partido de oposição, não se opunha ao governo, o que levou o presidente da legenda, coronel Alberto Fraga, a acusá-lo de traidor.

Apesar de ter 7 mil assinaturas, enquanto o necessário seria 1.400, o Tribunal Regional Eleitoral do DF negou o registro do PSD em Brasília alegando que o partido não constituiu zonais, mas segundo o presidente da nova legenda no DF, Rogério Rosso, elas serão constituídas em, no máximo, uma semana. O novo partido deve obter o registro nacional até o dia 20 de setembro.

Jornal Opção. 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: