Recém-nascido morre após contrair bactéria em maternidade de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Um bebê de nove dias morreu após contrair uma bactéria na maior maternidade pública do Distrito Federal. De acordo com o secretário de Saúde, João Batista de Sousa, uma das quatro culturas analisadas apontou que o recém-nascido tinha Staphylococcus epidermidis. Ele nasceu com 32 semanas de gestação no Hospital Regional de Ceilândia no dia 31 de maio.


Sousa afirmou que o corpo do bebê ainda será encaminhado para necropsia, mas disse que não serão adotadas medidas especiais por causa da infecção e da morte. Ainda segundo o secretário, a criança estava bem até 7 de junho – dois dias antes da morte e no mesmo em que  a pasta anunciou um plano de contingência contra infecções hospitalares, que prevê reforço na higiene.


Segundo o gestor, o Staphylococcus epidermidis é um germe que existe no organismo humano. Quando a resistência baixa, esse germe pode atingir o organismo. O secretário também declarou que a família da criança não será indenizada. O Hospital Regional de Ceilândia realiza em média 25 partos por dia e tem a maior maternidade do DF.
Portal Alô

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: