Recursos provenientes do tesouro federal e regional ampliarão em 1,4 mil o número de vagas em unidades prisionais

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Um investimento de R$30 milhões em obras –com previsão de início em junho– para que o sistema penitenciário do Distrito Federal possa receber mais 1,4 mil detentos será aportado conjuntamente entre o GDF e o governo federal.

“Tem presídio trabalhando com o dobro da capacidade (para acomodação de condenados)”, lamentou o subsecretário do Sistema Penitenciário, Cláudio Moura Magalhães, ao comentar o anúncio da verba que se destinará a obras em três dos seis presídios da região.
A meia dúzia de prisões da região foram projetadas para receber juntas 6.595 condenados, mas abrigam quase 80% a mais: 11.863.
No caso do Presídio Feminino, onde há 754 presas, o número de vagas é de 504. A ampliação desse centro de detenção está orçada em R$ 12,8 milhões e abrirá espaço para mais 400 mulheres, 150 sobre a demanda atual.
Situação parecida é a do Centro de Progressão Penitenciária, no Setor de Indústria e Abastecimento, para onde serão destinados R$ 4,1 milhões a fim de criar mais 600 vagas em um local com 1.177 detentos apertados em um espaço construído para 1.200.
O resto da verba ficará com o Centro de Detenção Provisória (CDP), que passará a oferecer 1.450 vagas contra as 1.050 atuais.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: