Refeição a R$ 1 valerá em todos os restaurantes comunitários a partir de quinta (23), mas só com cadastro

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Na quinta-feira (23),
todos os restaurantes comunitários do Distrito Federal passarão a oferecer
a tarifa reduzida de R$ 1 para usuários inscritos no Cadastro Único
(CadÚnico) do governo de Brasília. Com isso, famílias com renda de até R$ 2,64
mil — o equivalente a três salários mínimos — ou com até R$ 440
 per
capita
 poderão comprar a refeição por esse preço em 13
das 14 unidades (a do Itapoã está fechada). O valor começa a vigorar um
mês depois do
 
anúncio da redução das
tarifas
 de R$ 3 para R$ 2 e R$ 1.

Até então, apenas o Restaurante Comunitário do Sol
Nascente, inaugurado em 23 de maio, oferecia essa tarifa — além da outra
de R$ 2. A operação naquela unidade tem sido satisfatória, de acordo com o
subsecretário de Segurança Alimentar e Nutricional, da Secretaria do Trabalho,
Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos,
Jefferson Urani. “Esse primeiro mês de funcionamento foi bem tranquilo. Estamos
nos preparando para oferecer o café da manhã e o jantar”, adianta.

Onde comprar o tíquete
O tíquete com valor reduzido deve ser comprado no guichê
exclusivo para atendimento do CadÚnico, com a apresentação de documento de
identidade. Caso o restaurante não reserve caixa específico para isso, os
cidadãos receberão senha para comprar a entrada nas lojas de Conveniência do BRB,
onde se verificará a inscrição no cadastro.

A expectativa é que pelo menos 3,4 mil pessoas, por dia, de
todos os restaurantes comunitários sejam beneficiadas. O contingente representa
20% do total de frequentadores. A diminuição da tarifa significa aumento de R$
1 milhão no subsídio, por ano, pago pelo governo de Brasília. Esse valor
corresponde à diferença entre o custo da refeição, de R$ 5,40, e os valores de
R$ 1 e de R$ 2 repassados à população.

Como fazer inscrição no CadÚnico
Para se inscrever no CadÚnico, deve-se ligar para o 156 e
marcar atendimento em um dos 27 centros de referência de assistência
social (Cras)
 da Secretaria do Trabalho.

Os 14 restaurantes comunitários funcionam das 11 às 14 horas
e ficam nas seguintes regiões administrativas: Brazlândia, Ceilândia,
Estrutural, Gama, Itapoã, Paranoá, Planaltina, Recanto das Emas, Riacho Fundo
II, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho II e Sol Nascente.

*Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: