Reforma trará Casa Civil de volta

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Foto:Correio Braziliense
Em consultas  com o presidente regional do PT, Roberto Policarpo(foto), o governador Agnelo Queiroz revelou que a reforma do secretariado não se resumirá a nomes, mas se estenderá à forma de gestão. Agnelo estuda um retorno ao modelo original imaginado antes do início de sua posse, em que haveria uma Casa Civil voltada para a gestão pública e uma Secretaria de Governo, encarregada da política. Chegou-se a ensaiar essa fórmula, mas ela acabou tragada pela realidade. Não funcionou e adotou-se o atual modelo, com a concentração de poderes na Secretaria de Governo. Agora, Agnelo pensa em uma reedição, revista e modificada, do formato original.
Questão de cobrança –  Policarpo saiu da conversa com a impressão de que o objetivo fundamental não se prende a reduzir poderes do secretário de Governo, Paulo Tadeu, que permanecerá no cargo. A mudança afetaria apenas o desenho da administração.
Troca-troca será menor –  Em tempo: Policarpo aposta em que, na reforma do secretariado, a troca de nomes e a alteração dos pesos relativos dos partidos serão menores do que o esperado.

Fonte: Blog do odir/ Eduardo Brito/ Coluna do Alto da Torre/ Jornal de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: