Regional de Ensino de Ceilândia estuda medidas para conter violência em escolas

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

De acordo com Governo do Distrito Federal, a Coordenação Regional de Ensino de Ceilândia estuda medidas para conter a violência dentro e na porta das escolas. Segundo o coordenador da área, Marcos Antônio de Sousa, em até dez dias uma reunião entre os dois batalhões da Polícia Militar, o conselho tutelar, as quatro delegacias que atendem a região e representantes da sociedade civil será marcada para discutir soluções que coíbam episódios como o da invasão do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 33, no P Sul, nesse domingo (31).

A coordenação começará, em 13 de junho, a realizar atividades que envolvam pais e alunos no dia a dia das escolas. A primeira delas será a pintura do muro do CEF 33, que deve contar com o apoio da administração regional. Segundo Sousa, a ideia é que a iniciativa se espalhe por outras unidades de ensino que também têm apresentado problemas relacionados à falta de segurança.
Policiais do Batalhão Escolar fazem rondas, de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas, em frente à escola invadida — que já apresentou outro caso de violência. De acordo com a Polícia Civil, foram furtados um computador e uma impressora. Os invasores ainda fizeram pichações de ameaças à diretora e ao vice-diretor. Suspeita-se que o crime tenha o envolvimento de dois ex-alunos, menores de idade, expulsos da unidade.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: