Rejane Pitanga cobra melhores condições de trabalho para professores da rede pública de ensino.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A pedido da Comissão de Educação e Saúde da Câmara Legislativa, a secretária de Educação do Distrito Federal, Regina Vinhaes esteve na Casa na manhã desta quarta-feira para divulgar os projetos da Secretaria de Educação para a rede pública de ensino no DF.
Vinhaes expôs a situação em que foi encontrada a Secretaria e apresentou os problemas herdados como, a privatização de equipamentos e recursos humanos, a inexistência de políticas públicas para a área pedagógica e a falta de estímulo dos profissionais. Para ilustrar a situação, a secretária contou ter recebido 649 escolas em “estado deplorável”.
Escola do Cerrado
Na oportunidade, Vinhaes apresentou o projeto Escola do Cerrado detalhando os eixos estruturantes para a educação no DF. O projeto, para os quatro anos do governo Agnelo, está apontado segundo a secretária, na qualidade do ensino tendo como referência as demandas da sociedade.
Voz da educação na Câmara, a deputada distrital Rejane Pitanga, fez uma análise do atual quadro de professores em sala de aula. Para ela os profissionais estão desestimulados e o nível de adoecimento é enorme causado pelo processo do trabalho, salas superlotadas, jornada estafante e violência nas escolas.
“Precisamos de uma política de valorização dos profissionais da educação ao longo do governo, pois qualquer projeto fica inviabilizado sem profissionais com condições adequadas de trabalho e salário”, argumentou.

Assessora de Imprensa
Deputada Distrital Rejane Pitanga

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: