Rejane Pitanga cobra melhores condições de trabalho para professores da rede pública de ensino.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A pedido da Comissão de Educação e Saúde da Câmara Legislativa, a secretária de Educação do Distrito Federal, Regina Vinhaes esteve na Casa na manhã desta quarta-feira para divulgar os projetos da Secretaria de Educação para a rede pública de ensino no DF.
Vinhaes expôs a situação em que foi encontrada a Secretaria e apresentou os problemas herdados como, a privatização de equipamentos e recursos humanos, a inexistência de políticas públicas para a área pedagógica e a falta de estímulo dos profissionais. Para ilustrar a situação, a secretária contou ter recebido 649 escolas em “estado deplorável”.
Escola do Cerrado
Na oportunidade, Vinhaes apresentou o projeto Escola do Cerrado detalhando os eixos estruturantes para a educação no DF. O projeto, para os quatro anos do governo Agnelo, está apontado segundo a secretária, na qualidade do ensino tendo como referência as demandas da sociedade.
Voz da educação na Câmara, a deputada distrital Rejane Pitanga, fez uma análise do atual quadro de professores em sala de aula. Para ela os profissionais estão desestimulados e o nível de adoecimento é enorme causado pelo processo do trabalho, salas superlotadas, jornada estafante e violência nas escolas.
“Precisamos de uma política de valorização dos profissionais da educação ao longo do governo, pois qualquer projeto fica inviabilizado sem profissionais com condições adequadas de trabalho e salário”, argumentou.

Assessora de Imprensa
Deputada Distrital Rejane Pitanga

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: