Revitalização fracassada do Castelo de Grayskull em Ceilândia.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Poucas pessoas arriscam a se aproximar das ruínas ao lado da Biblioteca Pública de Ceilândia. O local, conhecido como Castelo de Grayskull, em Ceilândia Norte, resiste como abrigo cativo para usuários de drogas, assaltantes e prostituição. Há cerca de oito meses, a Secretaria de Juventude do Distrito Federal – extinta esta semana – prometeu um pacote de ações para a revitalização do que deveria ser parte de um complexo cultural. Nada foi feito e, nos próximos dias, a Administração Regional de Ceilândia deverá demolir a construção, apontada como uma das   cracolândias existentes no DF.

Ainda não há data certa para a demolição. A operação deveria ter sido feita na terça-feira da semana passada, mas foi cancelada. De acordo com a Administração Regional, a revitalização não será possível porque a construção foi condenada pela Defesa Civil. A ideia é que seja construído ali um novo ginásio ou uma área de lazer, com  quadra de esportes, campos sintético de futebol, playground e um Ponto de Encontro Comunitário (PEC).
No entanto, a promessa de demolir a construção não modificou a rotina dos frequentadores do local, que continuam instalados ali. Latas queimadas e isqueiros usados para fumar crack são facilmente encontrados. Nas proximidades do Castelo de Grayskull é fácil verificar o tráfico e o consumo de drogas. A linha do metrô que passa a poucos metros do local também é frequentada por grupos de usuários.

Jornal de Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: