Rogério Ulysses condenado na Pandora a pagar R$ 9,4 milhões aos cofres do DF.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O ex-deputado distrital Rogério Ulysses (sem partido) foi condenado nesta tarde (12) no processo da Operação Caixa de Pandora a pagar aos cofres públicos o montante de R$ 9,4 milhões.Ulysses terá de devolver ao Erário R$ 2,1 milhões que seriam correspondentes a 35 parcelas de R$ 60 mil recebidas do suposto esquema de pagamentos em troca de apoio na Câmara Legislativa.
A Justiça estabeleceu ainda uma multa de R$ 6,3 milhões (correspondente ao triplo do acréscimo patrimonial decorrente da suposta venda de apoio político).

A sentença arbitra ainda o pagamento de R$ 1 milhão por danos morais à população do DF.
O ex-parlamentar também ficará com os direitos políticos suspensos pelo período de 10 anos.
A sentença é do juiz Álvaro Ciarlini, que já havia condenado também no ano passado os ex-deputados Eurides Brito (PMDB) e Júnior Brunelli (sem partido).
Trata-se da ação de improbidade administrativa que tramita na 2ª Vara de Fazenda Pública do DF, ajuizada pelos promotores de Justiça do Núcleo de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT).
O ex-deputado poderá recorrer ainda ao Tribunal de Justiça do DF. Ele está com os bens bloqueados desde o ajuizamento da ação em 2010.


Da redação com informações do Blog da Ana Maria Campos

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: