Rollemberg afirma que não é possível revogar reajuste nas tarifas de ônibus

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Após
reunião com deputados distritais para debater o 
aumento
nas passagens
 de ônibus e
metrô, o governador Rodrigo Rollemberg afirmou que não é possível revogar o
reajuste sem que haja alternativas para custear o serviço.
O grupo se reuniu na noite
desta segunda-feira (2), no Palácio do Buriti, e dialoga em busca de opções
para financiar o sistema, pois o Executivo local subsidia o transporte público
em Brasília.

Ao final do encontro, o
governador deu seu posicionamento. “O desafio é assegurar a continuidade dos
serviços públicos. O reajuste está mantido por uma absoluta necessidade de
manter o sistema funcionando”, explicou.

As tarifas de linhas
circulares internas subiram de R$ 2,25 para R$ 2,50; de ligação curta, de R$ 3 para
R$ 3,50; e as de longa distância, integração e metrô, de R$ 4 para R$ 5.

Uma alternativa pontuada pelo
governador para ajudar na sustentabilidade do sistema é que a Câmara
Legislativa reveja o benefício concedido para alunos de escolas particulares. “Devemos
garantir a gratuidade do estudante que realmente precisa. Ao dar gratuidade
para quem não precisa, estamos penalizando outros usuários, como os
trabalhadores”, reforçou.

*Com informações da Agência
Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: