Rosso, como visionário, aposta alto e vence, ao fazer de um morador de Ceilândia, vice governador

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O deputado federal eleito Rogério Rosso, presidente regional do PSD, vai ficar conhecido na eleição de 2014 como ”o visionário”. Rosso, que indicou Renato Santana como vice-governador de Rodrigo Rollemberg, fez uma construção vitoriosa de dar inveja às grandes estrelas e aos estrategistas políticos do DF.

Cotado para ser o vice-governador pelo PSD, Rosso preferiu sair candidato a deputado federal, mas assegurou ao partido um tempo de televisão de ajudar em qualquer construção política. A vaga de vice-governador foi de Renato Santana, seu amigo de caminhadas políticas.
A atitude do deputado não agradou a muitos no começo, que achavam impossível um desconhecido morador de Ceilândia, originário de Brazlândia, chegar à sonhada cadeira de vice-governador do DF. Cadeira essa hoje ocupada por Tadeu Filippelli (PMDB) que tem uma trajetória política de vários mandatos pela cidade.
Fato consumado, a vitória de Rollemberg e a histórica mudança política na cidade ficarão marcados pela queda de vários políticos estrelas. Para alguns a visão de Rosso ainda continua sendo indigesta, porém vitoriosa.
Por Cris Oliveira

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: