Saúde realiza oficina sobre o vírus ebola destinada aos servidores dos Hospitais Regionais e das UPA`s

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Começou
nesta terça-feira (28) uma oficina de capacitação de
multiplicadores para enfrentamento do vírus ebola. A instrução
segue até a próxima quinta-feira (30) e é destinada aos servidores
dos núcleos de Controle de Infecção dos Hospitais Regionais e das
Unidades de Pronto Atendimento (UPA).
A
iniciativa é uma determinação da Subsecretaria de Vigilância à
Saúde que está trabalhando de forma preventiva para que os
profissionais estejam preparados em relação aos procedimentos e
protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Essa
prevenção abrange tanto os cuidados com os profissionais de saúde
quanto com os pacientes (sãos e doentes). Svetlânia Xavier, chefe
do Núcleo de Controle de Infecção do Guará, participou do evento
e destacou a importância da oficina.
“A
convocação é pertinente porque já temos as informações
atualizadas pelo Ministério da Saúde. Isso vem contribuir para que
possamos adequar os procedimentos, na prática, para a nossa
realidade”.
O
treinamento está sendo realizado pela Gerência de Investigação e
Prevenção das Infecções e dos Eventos Adversos nos Serviços de
Saúde, sempre das 8h às 17h30.
A
capacitação focará, principalmente, nos servidores que trabalham
nos núcleos de infecção, pois são responsáveis pelas informações
e processos adotados para prevenção de transmissão de
microrganismos. Após o curso, os profissionais estarão habilitados
para realizar treinamentos e oficinas em suas unidades de saúde.
O
risco de propagação do ebola para o Brasil é considerado baixo, de
acordo com o Ministério da Saúde. Até o momento, não há nenhum
caso suspeito ou confirmado da doença no país.
As
infecções estão concentradas na República de Guiné, em Serra
Leoa e na Libéria. O site do órgão possui uma área especifica
sobre o assunto no qual os profissionais de saúde podem consultar as
medidas adotadas. Além disso, podem recorrer ao Plano de Resposta às
Emergências em Saúde Pública. Em Brasília, o hospital de
referência para possíveis casos é o Hospital Regional da Asa
Norte.
Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: