Secretaria anuncia começo de obras no hospital de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
De acordo com a Secretaria de Saúde, até o final deste ano, o
Hospital Regional de Ceilândia será entregue à população com uma nova roupagem.
Com um histórico de mais de 30 anos passando apenas por pequenos reparos, a
unidade iniciou neste mês a primeira etapa de uma grande reforma, que envolverá
as áreas mais precárias. Também está previsto para ser concluído no mesmo
prazo, reforma em todos os 12 centros de saúde da região.

Todo o processo de manutenção
predial começou com a troca do quadro de energia que, de acordo com o diretor
administrativo do hospital, José Maria Gomes Filho, era muito antigo. “Ele
não conseguia sustentar a energia dos equipamentos das salas vermelha e amarela,
portanto, priorizamos essa parte, mesmo porque sem ele, os respiradores não
funcionam e não podemos permitir que isso ocorra”, ressaltou.

As obras já começaram no
pronto-socorro de ginecologia, onde foi feita a manutenção em todos os pontos
de oxigênio da enfermaria. Além disso, foram trocadas as luminárias; feita a
pintura; instaladas novas pias, sanitários, chuveiros e torneiras dos
banheiros; revista toda a parte elétrica e hidráulica; colocadas cantoneiras
para que as macas não batam nos cantos das paredes, dentre outros.

Para que as mudanças
ocorressem sem prejudicar a demanda da ginecologia, os pacientes foram
encaminhados para o Hospital Regional de Brazlândia, que faz parte da mesma
região. O centro obstétrico continuou funcionando normalmente. “São
atendidas em média mil pessoas por dia no hospital entre pronto-socorro e
ambulatório. Com essa reforma pretende-se melhorar a qualidade dos atendimentos
e não aumentar a quantidade”, disse José Maria.

A supervisora de enfermagem do
pronto-socorro de ginecologia, Gracilene Rodrigues de Araújo, disse que essas
melhorias vão influenciar positivamente não só no conforto dos pacientes como
no dia a dia do servidor. “Foi instalada uma porta no nosso setor de
internação para dar mais privacidade à paciente, porque antes era tudo aberto.
Foram pensados pequenos detalhes que vão fazer grandes diferenças”,
destacou a funcionária.

Outro local que também está em
reforma é a Central de Material Esterilizado (CME), onde é realizada a
desinfecção e esterilização de todos os materiais que vão para a cirurgia. No
espaço serão instaladas duas autoclaves, recém-adquiridas pelo hospital. Em
seguida começa a reforma nas enfermarias médica, clínica e cirúrgica, além da
área da endoscopia. A previsão é que essa primeira parte termine em julho e a
segunda comece em setembro desse ano. “Vamos respirar nesse período para
entrar mais dinheiro e planejarmos o restante da obra”, concluiu o
diretor.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: