Sem salário e vale transporte, funcionários da limpeza dos hospitais e escolas do DF entram em greve

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Cerca de três mil auxiliares de serviços gerais na limpeza e conservação
dos hospitais, posto de saúde e escolas públicas do Distrito Federal (DF),
empregados das empresas Apecê, Juiz de Fora, Dinâmica, Servegel e Ipanema
contratadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF), ainda não receberam o
salário e vale transporte referente ao mês de junho.

Nesta segunda-feira (11), a partir das 7 horas da manhã, vão se
concentrar nas entradas principais do Hospital de Base de Brasília (HBB) e
cruzar os braços até que seus direitos sejam respeitados.  
Ato de Protesto na Praça do Buriti
Caso não recebam os seus vencimentos, na terça-feira (12), a partir das
8 horas da manhã, a direção do Sindiserviços-DF, sindicato que representa os
trabalhadores terceirizados no DF, estará realizando ato protesto Praça do
Buriti que contará com a participação dos sindicatos vinculados à Central Única
dos Trabalhadores – CUT Brasília .  

Os trabalhadores vão cobrar do governador Rodrigo Rollemberg (PSB/DF) a
falta de fiscalização do GDF nas empresas que contrata e que constantemente
atrasam os vencimentos dos trabalhadores terceirizados; a política nefasta da
demissão de centenas de pais e mães de famílias, o que tem ocasionando
adoecimento nos trabalhadores que ficam devido à excessiva carga de trabalho; a
falta do pagamento do reajuste salarial e o aumento do tíquete alimentação que
foi conquistado pela categoria na Data-Base de janeiro deste ano, juntamente
com a inadimplência da implantação do plano de saúde dos trabalhadores,
conforme determina a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: