Sessão Solene marca o lançamento da Marcha das Margaridas.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Numa iniciativa da deputada distrital Rejane Pitanga, a Câmara Legislativa realizará no dia 11 de agosto às 10h, Sessão Solene de lançamento da Marcha das Margaridas, considerada uma das principais mobilizações do sindicalismo rural brasileiro e do movimento das mulheres.
Como o lema “2011 razões para marchar por desenvolvimento sustentável com justiça, autonomia, igualdade e liberdade”, a marcha tem como objetivos: contribuir para a organização, mobilização e formação das mulheres trabalhadoras rurais, atuar para que as mulheres do campo e da floresta sejam protagonistas de um novo processo de desenvolvimento rural voltado para a sustentabilidade da vida humana e do meio ambiente, dar visibilidade e reconhecimento à contribuição econômica, política e social das mulheres no processo de desenvolvimento rural, propor e negociar políticas públicas para as mulheres do campo e da floresta, além de denunciar e protestar contra a fome, a pobreza e avançar na construção da igualdade para as mulheres.
Na opinião da deputada Rejane Pitanga, a realização da Sessão Solene de lançamento da Marcha das Margaridas, significa dar visibilidade, reconhecimento social e político à maior mobilização de mulheres trabalhadoras rurais do campo e da floresta do Brasil.
Marcha das Margaridas
A Marcha tem esse nome, como uma forma de homenagear a trabalhadora rural e líder sindical Margarida Maria Alves. Ela é um grande símbolo da luta das mulheres por terra, trabalho, igualdade, justiça e dignidade.
Rompeu com padrões tradicionais de gênero ao ocupar por 12 anos a presidência do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Alagoa Grande, estado da Paraíba. À frente do sindicato fundou o Centro de Educação e Cultura do Trabalhador Rural.
A sua trajetória sindical foi marcada pela luta contra a exploração, pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, contra o analfabetismo e pela reforma agrária. Margarida Alves foi brutalmente assassinada pelos usineiros da Paraíba em 12 de agosto de 1983.
Serviço:
Sessão Solene de lançamento da Marcha das Margaridas
Dia: 11 de agosto
Local: Auditório da CLDF

Hora: 10h

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: