Shopping JK entre Ceilândia e Taguatinga ameaçado de não obter a licença de funcionamento.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O administrador Carlos Sidney de Oliveira foi preso na manha de hoje em uma operação da Polícia Civil com o Ministério Público do DF (Átrio), o administrador de Taguatinga, Carlos Jales, ainda é procurado pela polícia,
os dois são investigados pela Polícia Civil e MPDF por pagamento de propina na concessão de alvarás de construção em Águas Claras e Taguatinga.


A Polícia Civil também tem um mandado de condução coercitiva para o empresário e ex-governador Paulo Octávio, a Polícia e o MP consideram que o depoimento de Paulo Octávio é fundamental para esclarecer o esquema de corrupção investigado, o problema envolvendo Paulo Octávio está relacionado com o shopping JK que o empresário estaria para inaugurar em Ceilândia, com a deflagração da operação policial, no entanto, Paulo Octávio não deve obter a licença de funcionamento do shopping JK de Ceilândia. 

Outros dez empresários também serão conduzidos à delegacia para prestar depoimento no âmbito da Operação Átrio. A Polícia Civil ainda não sabe se Paulo Octávio está envolvido ou seria vítima no esquema de pagamento de propina para obtenção de alvarás, mas a Polícia considera o depoimento de Paulo Octávio fundamental por isso o mandado de condução coercitiva contra o empresário. Na casa do administrador de Águas Claras, a Polícia também teria encontrado dinheiro.

Informações de Lillian Tahan

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: