Trabalhadores terceirizados do Hospital de Ceilândia tem tratamento humilhante

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O drama dos terceirizados na
limpeza e vigilância do HRC parece não ter fim. A denúncia é do Sindiserviços-DF, de acordo com o sindicato, desde que o
governador Rodrigo Rollemberg (PSB/DF) assumiu o Governo do Distrito Federal
(GDF), as obras dos vestiários e refeitórios para utilização de cerca de cem
trabalhadores terceirizados na limpeza e vigilância no Hospital de Ceilândia,
estão paralisadas.

Enquanto isso, denuncia a
diretora do Sindiserviços-DF e Secretária de Saúde do Trabalhador da CUT Brasília, Selene Siman, há mais de dois
anos os trabalhadores são obrigados a usar um barraco nos fundos do HRC e que
está infestado por ratos, com instalações elétricas improvisadas que no ultimo
domingo sofreu um curto circuito e quase incendiou.

Empregados da empresa contratada pelo GDF, Ipanema, a grande
maioria dos trabalhadores almoçam na parte de fora do barraco, quando chove a
situação fica impraticável, disse Selene.

Ela também informou que são constantes as licenças por
adoecimento dos trabalhadores e pede providencias urgentes das autoridades
públicas e dos responsáveis pela empresa.


Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: