Sob protestos em Ceilândia, Rollemberg assina ordem de serviço para obras do Corredor Eixo-Oeste

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Debaixo de muita chuva e protestos, o governador Rollemberg assinou, na manhã desta quinta-feira (17), a ordem de serviço para as
primeiras obras do Corredor Eixo-Oeste, que, quando pronto, ligará a região do Sol
Nascente em Ceilândia ao Plano Piloto. Nesta etapa, serão 920 metros de asfalto para
conectar a via principal do bairro à avenida Hélio Prates.

Os protestos de “mentiroso” foram puxados pelos diretores do Sindicato dos
Servidores Públicos (SindSer), que também trouxeram um carro de som. Eles
alegam que o servidor não está valorizado na atual gestão.

Moradores se juntaram às manifestações e também entoaram palavras de ordem
contra Rollemberg. Vários deles habitavam a área da Chácara do Padre, no Sol
Nascente, que sofreu recentemente com derrubadas da Agefis. 

Trecho de acesso do Sol Nascente à Avenida Hélio Prates começa a ser construído

Para
a microempreendedora Marli Ferreira, de 51 anos, o caminho de casa, no Sol
Nascente, para a igreja, no P Norte, vai ficar mais fácil. “O trânsito é muito
pesado nessa região. Às vezes, tenho que pegar um caminho alternativo, por cima
da grama”, confessa a moradora da Quadra 100 do setor habitacional. “Agora, com
esse acesso, vai dar para ir direto, sem preocupação”, acredita.

O governador
de Brasília, Rodrigo Rollemberg, assinou a ordem de serviço que autoriza o
início dos trabalhos na manhã de hoje. “Esta via é muito importante para a
comunidade de Ceilândia e do Sol Nascente. É a garantia de qualidade de vida
para as novas gerações”, disse. “Vamos avançar no investimento em
infraestrutura e não admitiremos a ocupação desordenada do solo, que atrapalha
o processo de regularização aqui em Sol Nascente e no Pôr do Sol.” O prazo
estimado para a entrega do trecho é de 180 dias.

As
obras são de responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura e Serviços
Públicos e financiadas pela Caixa Econômica Federal por meio do Programa
de Aceleração do Crescimento (PAC Mobilidade Grandes Cidades). O investimento
total no trecho é de R$ 3,8 milhões.

O
Eixo Oeste deverá atender diretamente a população de Águas Claras, de
Ceilândia, do Guará, do Plano Piloto, de Taguatinga, de Samambaia e de Vicente
Pires, além dos moradores de Brazlândia e de Águas Lindas (GO).  O
projeto total é de 38,7 quilômetros de extensão, que liga Ceilândia ao
Plano Piloto — passando por Taguatinga.

Campo
de grama sintética na Quadra 501 de Ceilândia

O
aposentado João Freitas Araújo, de 50 anos, é responsável pelo projeto social
Real Show Futebol, que, desde 2007, atende crianças e jovens em um descampado
na Quadra 501 de Ceilândia. “Temos mais de 20 mil moradores na região e essa é
uma das únicas fontes de lazer”, disse. Para beneficiar a população local,
também foi assinada hoje a ordem de serviço para a construção de um campo de
grama sintética no local. A obra será executada pela Administração
Regional de Ceilândia e custará R$ 240 mil, previstos em emenda
parlamentar. “Com o campo, passaremos a trabalhar com os jovens também durante
a noite”, planeja Araújo.

*Com informações do Jornal de Brasília e da Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: