Três caminhos para o PDT

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Secretário executivo do Ministério do Trabalho e figura relevante do PDT brasiliense, Marcelo Aguiar acredita que o partido está diante de três caminhos para as próximas eleições.  A primeira seria lançar candidatura própria ao Buriti. Ele próprio sugere que o senador Cristovam Buarque seja o candidato. “Tem densidade eleitoral, tem sido cobrado nas ruas e é o nome que melhor poderia aglutinar um arco de alianças capaz de vencer a eleição, mas resiste e diz que só será candidato numa ampla concertação”, o que Aguiar considera quase impossível.


Resistência


Aguiar também considera possível uma aliança em torno de uma candidatura do senador Rodrigo Rollemberg. Registra, porém, que Rollemberg encontra resistências muito fortes dentro do partido.




Com Reguffe e com Agnelo


A terceira alternativa, diz Aguiar, é a repetição da aliança de 2010. “É claro que, numa alternativa como esta, seria mais do que legítimo nosso partido reivindicar um espaço na chapa majoritária para nosso deputado Reguffe, que deverá concorrer ao Senado”, completa. Como Aguiar considera cada vez mais difíceis as duas outras opções, acha que não se deve descartar, a priori, a retomada da coligação. E a candidatura de Reguffe.

Eduardo Brito

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: