Três candidatos de olho na vaga de Benício.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Três candidatos de olho na vaga de Benício Foto: Andressa Anholete / 247 e Divulgação

Raimundo Ribeiro (PSDB), Guarda Jânio (PSB) e Robério Negreiros (PMDB) se movimentam em busca da cadeira do peemedebista na Câmara Legislativa. Enquanto isso, defesa do distrital tenta manter parlamentar no cargo


Noelle Oliveira _ Brasília 247 – A defesa do deputado distrital Benício Tavares recorreu nesta segunda-feira (12) da sentença do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que manteve a condenação do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos na campanha eleitoral de 2010. Um embargo de declaração pedindo o efeito suspensivo da decisão foi apresentado ao tribunal pelos advogados de Benício.
“O TSE tem que se pronunciar sobre omissões e contradições do acórdão que manteve a decisão do TRE”, afirmou o defensor do distrital, Rodrigo Pedreira. A defesa utiliza como base o fato de existirem diversas decisões do TSE que falam sobre a impossibilidade de execução da sentença antes do julgamento dos embargos de declaração. Com isso, Benício ganharia tempo e permaneceria no cargo.
O presidente do tribunal, no entanto, pode entender que se trata de um caso peculiar e mandar que se execute de imediato a decisão. Além dos advogados, o vice-presidente do PSDB-DF Raimundo Ribeiro e o próprio partido apresentaram embargos. Eles pedem que o TSE se pronuncie sobre a anulação dos votos atribuídos a Benício. Com isso, o próprio Ribeiro teria a possibilidade de assumir a vaga aberta.
Mas ele não é o único de olho no possível lugar vago na Câmara Legislativa. O primeiro suplente do PSB, Guarda Jânio, também quer a cadeira de Benício. Os advogados de Jânio pediram ao TSE a anulação dos votos atribuídos ao então deputado. Caso isso seja acatado pela Justiça, haveria uma nova contagem e, consequentemente, a coligação PSB/PC do B ganharia mais um espaço na Câmara. Esse seria o posto do PSDB.
Mas, de acordo com advogados de Jânio, recentemente, o TSE validou 800 votos de um dos candidatos da coligação PSB/PC do B – Paulo Henrique Abreu de Oliveira. Com isso, na proporcionalidade, a chapa ultrapassaria o número de votos obtidos pelo PSDB.
Guarda Jânio esteve na Câmara Legislativa nesta terça-feira (13) e se reuniu com o deputado Patrício, do PT, para tratar do assunto. Na ocasião, foi protocolado o pedido de posse. Essa mesma solicitação foi formalizada no Ministério Público Eleitoral do DF (MPE/DF).
Por enquanto, o mais perto da vaga em disputa é o suplente direto de Benício, o empresário Robério Negreiros Filho (PMDB). A jurisprudência do TSE é no sentido que os votos permanecem com o partido do então deputado.
Antes da publicação da decisão do TSE no Diário de Justiça, o que ocorreu na última sexta-feira (9), Negreiros havia apresentado ao TSE um pedido para tomar posse imediata na Câmara Legislativa. Na ocasião a solicitação foi negada. Agora, o empresário mudou o discurso e afirmou que vai aguardar a conclusão do processo.
A Mesa Diretora da Câmara Legislativa aguarda a notificação oficial da Justiça Eleitoral para tomar uma atitude. O presidente da Casa, deputado Patrício (PT), terá até 48 horas para convocar o suplente após receber a decisão. O aviso, no entanto, só deve chegar a Casa após o trânsito em julgado da ação, ou seja, quando não existirem mais recursos a serem analisados.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: