Última alteração de trânsito na Avenida Elmo Serejo ocorrerá nesta terça-feira.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A partir das 10h desta terça-feira (29), o tráfego de veículos volta a mudar no trecho em obras da Avenida Elmo Serejo, nas proximidades do Viaduto da Avenida Samdu, no sentido Ceilândia – Taguatinga – Brasília.
As duas faixas próximas ao canteiro central estarão liberadas e a faixa à direita será interditada para conclusão das obras com a instalação da barreira de proteção da pista de pedestres e ciclistas. É a última mudança do tráfego no local. Neste sábado (2), a partir das 16h, o trânsito será liberado em todas as faixas da Avenida Elmo Serejo com segurança para os usuários.

As águas do Córrego do Cortado, que antes passavam sob a avenida através de tubulações (tunelliners), agora escoam livremente por debaixo da ponte recém-construída. O leito natural do Córrego foi restabelecido sob a ponte e os taludes (barrancos) laterais serão estabilizados com reforços, para evitar erosões, sem a necessidade de intervenções no trânsito.
O desmoronamento ocorrido em 25 de novembro de 2013 foi causado pelas fortes chuvas e levou à interdição das três faixas da pista para impedir acidentes e também para possibilitar avaliações técnicas sobre as causas e a extensão dos danos.
De imediato, a Novacap deu início às primeiras obras emergenciais, mantendo, em todo o período de intervenções, duas faixas de rolamento para cada sentido da avenida, sempre com sinalização e placas de advertência orientando os condutores de veículos sob a supervisão do Detran. Esses cuidados possibilitaram que os trabalhos transcorressem sem acidentes.
PONTE – De acordo com os estudos técnicos, a melhor solução indicada seria construir uma ponte sobre o Córrego do Cortado, uma operação muito mais complexa do que o aterramento que foi iniciado em novembro. Já concluída, a ponte tem uma estrutura de 40 metros por 15 metros.
Com investimentos de R$ 5,6 milhões, as obras foram iniciadas em 26 de março, após a conclusão do processo licitatório. “Com a construção da ponte, teremos uma pista muito mais segura e livre de novos acidentes provocados pela erosão”, afirmou o presidente da Novacap, Nilson Martorelli.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: