Um abraço no Parque do Cortado em Taguatinga.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Só respeitamos aquilo que conhecemos

Poucos taguatinguenses conhecem o parque cortado, uma reserva ecológica encravada bem no centro de Taguatinga. Localizado na região norte de Taguatinga, entre as quadras industriais (QI) e os setores QNF, QNJ e QNL. O Parque do Cortado é uma reivindicação antiga da comunidade. A implantação definitiva do parque é uma das metas do GDF.

 Vários Administradores Regionais se empenharam em levar adiante o projeto de recuperação e nunca saiu do papel. Seu objetivo principal é proteger as nascentes do córrego do Cortado. É pouco visitado pela comunidade local por causa da má qualidade  das trilhas e falta de segurança. Os banhos não são permitidos.
 Criado pela lei complementar nº 638, de 14 de agosto de 2002, com o objetivo de proteger as nascentes do Córrego do Cortado, a reserva está localizada em Taguatinga, na Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) Juscelino Kubitschek. No local, encontram-se árvores de grande porte, vegetação nativa do cerrado e mata ciliar acompanhando o córrego, além de diversas trilhas.
 A entrada no parque é gratuita, mas não um acesso único ou mesmo uma portaria de controle. As poucas pessoas que frequentam o parque, moradores de Taguatinga reclamam do excesso de lixo e entulho jogados perto do Parque do Cortado. Na área têm até animais mortos, o que representa um perigo para a saúde das pessoas e a deterioração da qualidade das nascentes.
Invasões ameçam o Parque do Cortado
 Joadson Lustosa, um dos maiores defensores do  Parque Cortado, iniciou uma cruzada visando salvar o parque dos predadores. Dia 18de agosto, concentração as 10 horas, ABRAÇO AS 11 HORAS E 01 MINUTO. fará 10 anos da criação do parque e ele vai liderar uma campanha de conscientização da importância da recuperação do parque para Taguatinga. Na ultima quinta feira, ele deu uma palestra na reunião do Rotary Clube Taguatinga Ave Branca cujo objetivo foi mostrar fotos da destruição iminente do que resta e convocar os clubes de serviço para abraçar esta causa.
 Ele esta visitando todos os clubes de Rotarys e Lions. A primeira parte da campanha será fazer UM ABRAÇO ECOLOGICAMENTE CORRETO no perímetro do parque de 3,6 quilômetros. Para isto está arregimentando em 26 escolas  e instituições para o fornecimento de 100 pessoas por entidade ou colégio e perfazer 2.600 voluntários. As empresas de Taguatinga voltadas ao tema ecológico estão ajudando com o fornecimento de camisetas, bonés, squeezes, instalação de 13 tendas de apoio.
 O objetivo é que o movimento tenha visibilidade nacional, pois as principais redes de TV serão convidadas para o evento.
 No dia 4 de junho foi lançado na sessão solene do aniversário de Taguatinga, O Jornal da FEPAC – Federação das Prefeituras e Associações Circunvizinhas do Parque Cortado para reforçar a campanha.
 O objetivo do movimento é conscientizar a sociedade da importância do parque, acabar com o desmatamento, aumentar a responsabilidade ambiental, fazer recomposição da mata nativa destruída, reconstruir a cerca existente, sinalizar com placas educativas e de advertências, retirar o entulho e lixo, preservar as nascentes, montar um alerta contra incêndio muito comum na época da seca.
 O pioneiro e ex-fotógrafo profissional, um apaixonado por Taguatinga foi convocado para colaborar e ele disponibilizou as fotos do seu arquivo pessoal tiradas em 2007 para esta matéria. Colabore com a campanha, ligue para Joadson  e veja como poderá ajudar 9601-7077. vamos fazer a nossa parte.
Fonte:Blog GBU/  FEPAC

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: