Um terço dos distritais devem trocar de partido.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Às vésperas do prazo que limita as trocas partidárias válidas para as eleições de 2014, um terço dos deputados distritais da Câmara Legislativa buscam ‘renovação’ em outras legendas. Nesta segunda-feira (30), o distrital Dr. Michel se desfiliou do PEN para tentar um novo partido. A tendência é que siga para uma das novas siglas, o Pros, Partido da Ordem Social.

O fim da debandada no PSD também é esperada para esta semana. Washington Mesquita (PSD) deve anunciar a ida ao PTB, de Gim Argello. Eliana Pedrosa  já havia se desfiliado e se filiado ao PPS, onde pretende ter espaço para fazer campanha para governadora. Liliane Roriz, terceira a deixar a legenda, anunciou que vai acompanhar o pai Joaquim Roriz na filiação do PRTB, do Luis Estevão.
Sobrou Celina Leão (PSD), que apesar de toda a animação para entrar no PDT, do amigo Antonio Reguffe, acabou vetada. O partido de Carlos Lupi rejeitou Celina e Joe Valle (PSB). Ambos buscam novos rumos. No caso de Joe Valle, o plano B é o Rede Sustentabilidade, de Marina Silva. Mas o impasse judicial não deve tirá-lo do papel até sábado (5), forçando-o a pensar alternativas.
Se criado, o Rede pode atrair também o petista Chico Leite. Apesar de não confirmar a possível saída do PT, comenta-se nos bastidores sobre a insatisfação do distrital com a legenda, que não tem aperto espaço para a discussão dele na tentativa de uma cadeira no Senado.
Informou Diário do Poder / Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: