Ceilândia: UnB assume obras de prédio no dia 10 de novembro.

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Universidade vai contratar emergencialmente uma nova empresa para obra.
Obra deve iniciar dia 5 de dezembro e acabar dia 24 de fevereiro, diz UnB.

 

A Universidade de Brasília (UnB) anunciou que vai assumir as obras do prédio da Universidade de Ensino e Docência (UED) em Ceilândia a partir do dia 10 de novembro. De acordo com Secretaria de Comunicação (Secom) da UnB, a universidade vai contratar emergencialmente uma nova empresa, que deve assumir a obra no mesmo dia. A previsão é que o trabalho comece no dia 5 de dezembro e acabe em 24 de fevereiro de 2012.

A UnB informou ainda que faltam cerca de 15% da obra para o prédio ser concluído. A nova empresa deve ser responsável pelos acabamentos do edifício e retoques de outras partes. No dia 9 de novembro acaba o prazo para que a empresa UniEngenharia faça o trabalho pericial no edifício.
Ainda segundo a Secom, um levantamento feito pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) apontou que será necessário utilizar cerca de R$ 2 milhões para concluir a obra do prédio. O Centro de Planejamento Oscar Niemeyer fez outro estudo na obra para verificar os custos necessários para a conclusão que deverá ser divulgado na próxima semana, de acordo com a UnB.

A obra foi interrompida em 26 de setembro, depois que o governo rescindiu o contrato com a empresa responsável por sucessivos atrasos no cronograma de inauguração. De acordo com o secretário de Obras do DF, Oto Guimarães, o encerramento do contrato se baseou em três dispositivos da Lei de Licitações. Eles tratam do não cumprimento e cumprimento irregular de especificações, projetos e prazos e lentidão na conclusão da obra.

Prédios incompletos

O relatório feito pela Novacap indicou que no prédio da Universidade de Ensino e Docência (UED), em Ceilândia, não foram instalados, por exemplo, sistema de para-raio na cobertura, barras de inox nos banheiros de deficientes, chuveiros elétricos e esquadrias de vidro temperado. O documento lista 44 itens com necessidade de reparo ou que não foram concluídos.
Na Unidade Acadêmica (UAC), a Novacap verificou que 31 serviços não iniciados, entre eles a instalação da caixa de esgoto e águas pluviais, plantio de grama, instalação de bancadas em granito, piso do auditório e limpeza geral da obra.
A lista de etapas não concluídas ou que necessitam de reparos na UAC contém 10 itens, entre eles a pintura de paredes e a instalação das redes de água fria, esgoto e águas pluviais.
Fonte: G1

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: