Vendas de ingressos para o Caldas Country 2013 estão suspensas

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)


A juíza Fabíola Fernanda Feitosa de Medeiros Pitangui deferiu pedido liminar do Ministério Público de Goiás e proibiu a empresa JFC Produções e Eventos Ltda. de comercializar (pelo site ou loja física), seja por meio de venda, doação ou permuta, os ingressos para o evento Caldas Country 2013. A decisão acolhe pedido feito pelos promotores Pedro Eugênio Beltrame Benatti, Giordane Alves Naves e Rafael Machado de Oliveira, em ação civil pública proposta no mês passado contra a empresa JFC Produções e Eventos, organizadora do evento.


Conforme sustentaram os promotores, apesar de a cidade ter recebido cerca de 200 mil pessoas, no evento deste ano, com grandes transtornos para a população e para os turistas, a empresa vinha divulgando a venda de ingressos para o evento do próximo ano, sem se preocupar com o necessário licenciamento.


Pela decisão, fica proibida a comercialização dos ingressos para o evento enquanto não obtidos o alvará do município de Caldas Novas e a autorização da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop) para uso da rodovia estadual que dá acesso ao local em que, supostamente, pretende-se realizar o evento. Em caso de descumprimento, foi fixada multa de R$ 50 mil por convite vendido, conforme requerido pelo MP.


“A enganosidade pode se dar até mesmo pelo silêncio, como se verifica no presente caso, na medida em que a empresa organizadora não informa em sua página online que não há a respectiva autorização dos órgãos públicos para que o evento aconteça. () Situação capaz de ludibriar os consumidores”, afirmou a magistrada.


Mais Goiás com informações são do MP-GO

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: