Veto ao PDT fragiliza ministro do Trabalho; Osmar Dias é opção

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O ministro Carlos Lupi (Trabalho) literalmente subiu no telhado: após demonstrar que não lidera o PDT, do qual é presidente de honra, é iminente sua substituição pelo ex-senador Osmar Dias (PDT-PR), que faz parte do time de pedetistas leais ao governo. A crise foi exposta com a recusa da presidenta Dilma de incluir o PDT entre os partidos aliados, no Congresso Nacional, com os quais se reuniu ontem.A crise decorre da rebeldia do PDT, que votou contra a proposta de salário mínimo de R$ 545 defendida pelo governo.No dia seguinte à votação do mínimo, Carlos Lupi nem citou Dilma na propaganda do PDT, para não irritar os pedetistas “rebeldes”.Dilma não negociou apoio ao salário mínimo. Esperou a votação para saber com quem pode contar. Concluiu que não conta com o PDT.

 
Claudio Humberto.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: